A Polícia Civil do Mato Grosso está investigando membros do Baleia Azul no Brasil, o jogo mortal que incentiva o suicídio dos participantes como tarefa final. A busca por participantes do jogo, que acontece em grupos fechados na internet, começou nesta quarta-feira (12), após a morte de uma adolescente de 16 anos, que teria se jogado do alto de uma represa para concluir o desafio.

O "Blue Whale”, como também é conhecido, foi criado na Rússia e rapidamente se difundiu por países europeus. O jogo, que tem duração de 50 dias, propõe desafios diários aos participantes, como assistir filmes de terror por 24 horas, cortar a própria pele e, por fim, dar cabo à a própria vida.

Até então, por aqui, o jogo vinha sendo tratado como zoeira por milhares de internautas nas redes sociais. Contudo, alguns levaram o Baleia Azul a sério e, nesta semana, foi registrado o primeiro caso de morte que teria relação com o desafio.

Investigação

A jovem matrogrossense que participava do jogo, e que em dias anteriores já estava se automutilando, pulou em uma represa de grande profundidade. O caso aconteceu na terça-feira (11) no bairro Inconfidentes, região central de Vila Rica, próximo a Cuiabá.

Para investigar o caso, o delegado André Rigonato está periciando o celular da menina e rastreando todos os membros do grupo do qual a vítima fazia parte. A intenção é esclarecer se houve crime de induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio. "Preliminarmente será analisado o jogo virtual citado e quem induziu ou instigou o suicídio, ou se foi uma deliberação da própria vítima", explicou.

Um inquérito policial já foi instaurado e o delegado aguarda os resultados dos laudos do celular da adolescente para anexar às investigações. Aos policiais, a mãe da estudante disse que acredita que a filha estava participando do Baleia Azul há quase dois meses. A mulher também entregou aos investigadores duas cartas que teriam sido escritas à mão pela adolescente.

baleia azul
Um dos desafios é cortar a pele e desenhar uma baleia

Leia mais:
Jogo mortal Baleia Azul pode ter feito primeira vítima no Brasil
Jogo mortal Baleia Azul ganha adaptação do 'bem' no Brasil; veja os novos desafios
Jogo mortal Baleia Azul vira 'zoeira' entre internautas brasileiros
Baleia Azul: jogo mortal vira febre na Europa e acende alerta dos pais no Brasil

Na web

No Brasil, o Baleia Azul já se difundiu entre os adolescentes. Por aqui, há pelo menos 13 grupos fechados no Facebook, com mais de 59 mil pessoas. Porém, os internautas brasileiros transformaram o desafio fatal em zoeira. Até uma versão do bem foi criada para incentivar o amor próprio dos adolescentes.

É o Baleia Rosa, que já tem mais de 90 grupos no Facebook difundindo os desafios “fofos”. Dentre as tarefas estão escrever na mão que é lindo, assistir filmes engraçados, abraçar um amigo, comer doces, ler um livro e desenhar Kawaii – adjetivo japonês que significa bonito – nos braços.  A adaptação tupiniquim tem a mesma duração do Baleia Azul: 50 dias

 

Serviço

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia pelo telefone 141, por e-mail, chat ou Skype.