Em vez de festa, tranquilidade. E no lugar de marchinhas, o sossego de um espaço verde. Longe da agitação dos blocos de ruas, áreas de lazer em Belo Horizonte se transformam em refúgios para quem quer curtir o feriado de Carnaval distante da folia.

No domingo (10), muitas famílias aproveitaram o dia de sol para passear pelas praças da Liberdade, Floriano Peixoto e Juscelino Kubitschek em busca de descanso. “Como muitos restaurantes estão fechados, as praças acabam se tornando um lugar bacana para passeios. Ainda mais para quem tem filho pequeno, como eu”, afirma a nutricionista Andrea Machado, que fugiu do clima carnavalesco na Praça JK, junto com o marido Agostinho e o filho Cauã.
 
Vizinha do Parque Municipal, no Centro de BH, Ângela Maria Parreiras curtiu o domingo ao lado da filha Ester, de 7 anos. “Gostamos muito de vir aqui. Mas vamos procurar outro lugar para irmos na segunda e terça-feira”, diz.
 
Manutenção
 
Segundo a Prefeitura de BH, parques e zoológico estarão fechados hoje para manutenção. Amanhã, no entanto, voltam a abrir no horário normal (os parques funcionam de 8 às 18 e o zoológico até às 16 horas). 
 
Para quem prefere passeios em ambientes fechados, uma visita ao museu pode aliar lazer e aprendizado. O Museu Histórico Abílio Barreto, por exemplo, estará aberto de terça-feira até domingo, entre 10 e 17 horas. O local reúne mobiliário, escultura, artes sacras, documentos e fotos que contam a história da capital.
 
Fora da Cidade
 
Municípios vizinhos também apresentam alternativas de lazer. Em Inhotim, que fica em Brumadinho, por exemplo, crianças que visitarem o parque durante o feriado poderão participar, gratuitamente, de uma oficina de confecção de máscaras da fauna, com materiais que seriam descartados, como papelão e folhas desidratadas. Em seguida, poderão participar do Circuitinho Bicho ou Planta para conhecer plantas cujos nomes populares referem-se a bichos, como pata de elefante, orelha de macaco, rabo de peixe e ave do paraíso.