O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), lançou o edital do Meu Primeiro Negócio, que promove a cultura empreendedora entre alunos do ensino médio de escolas públicas estaduais.

No programa, jovens estudantes vão experimentar práticas em negócios, economia, gestão e operacionalização de empresas. Serão 12 semanas na companhia de monitores e voluntários das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção, que vão ensinar conceitos como livre iniciativa, mercado, produção e comercialização.

O edital e o formulário de inscrição podem ser conferidos no site oficial do programa. ​Diretores e professores com interesse em levar o programa para suas escolas têm até o dia 4 de agosto para fazer a inscrição. 

Serão selecionados até 62 escolas públicas e as atividades serão extracurriculares. Cada escola contará com um projeto do programa, no qual até 40 alunos, de forma colaborativa, vão desenvolver a proposta de negócio durante as 12 semanas. 

Metodologia

Para ensinar aos jovens a prática empreendedora, o programa Meu Primeiro Negócio é baseado no método aprender fazendo, que pressupõe a interação dos conteúdos teóricos e práticos para promover uma educação experiencial.

Em parceria com a Junior Achievement, serão trabalhados quatro eixos: aprender a ser, a conviver, a fazer e a aprender. Os estudantes vão passar pela idealização e operacionalização do negócio, além da etapa de encerramento. Os projetos também serão expostos na Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (Finit), entre outubro e novembro de 2017. 

Os alunos que se destacarem em suas escolas poderão ser selecionados, ao final, para receberem apoio e mentorias, a fim de darem continuidade ao empreendimento. A expectativa é de que, no total, o programa atinja cerca de 20 mil alunos e mobilize 2,6 mil professores e voluntários. Ao todo, serão 59 municípios beneficiados e desenvolvidos 670 negócios. 

A iniciativa é realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE).