O tráfego de veículos pesados no Anel Rodoviário de Belo Horizonte será proibido a partir de março. A informação foi confirmada pelo prefeito Alexandre Kalil, ontem, por meio de uma postagem no Twitter.

O chefe do Executivo municipal divulgou a mudança após uma reunião com o Ministro dos Transportes, Maurício Quintella. O encontro, de acordo com Kalil, foi para “sacramentar a cobrança de um projeto para o Anel Rodoviário”.

Reduzir o número de acidentes na rodovia é um dos desafios assumidos pelo prefeito em 2017, período em que foram pelo menos 27 mortes e 750 feridos na via, de acordo com dados da Polícia Militar Rodoviária (PMRv). 

Conforme o Hoje em Dia antecipou em novembro, a proibição do acesso de veículos de cargas no Anel ocorrerá entre os quilômetros 543 e 537, do Olhos d’Água à avenida Amazonas. O trecho inclui o bairro Betânia, onde há afunilamento de pista e ocorre a maior parte dos acidentes.

Levantamentos da Via 040, concessionária que administra a pista, indicam que a medida deve ser adotada das 17h às 20h. Nesse intervalo, cerca de 9 mil veículos acessam a rodovia no sentido Vitória.

Além disso, mais de 30% dos 585 acidentes de janeiro a outubro, segundo a empresa, foram nesse horário.

Potencial

Para o engenheiro e consultor em transportes Osias Baptista Neto, desde que seja bem planejada, a medida tem potencial para dar certo. Ele destaca a importância do cuidado na parte operacional para que os caminhoneiros que forem parar nos postos saibam onde estacionar. “É importante também ter cuidado com a liberação desses caminhões após o período de restrição, para que não haja motorista apostando corrida no Anel à noite. Mas só o fato de não haver caminhões na rodovia no horário de pico já é algo positivo”, avalia. 

Por nota, a PBH informou que o Ministério dos Transportes autorizou, ainda, “a continuidade dos estudos que estão sendo feitos e que eles deverão ser concluídos até março”.

A Via 040 não soube dar detalhes sobre as mudanças, mas informou que as reuniões do projeto Aliança pela Vida, realizado em parceria com a prefeitura com intuito de reduzir mortes no Anel, estão em andamento. 

Em nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que “vai acompanhar o grupo de trabalho técnico e verificar os reflexos nos trechos sob sua administração”.

Leia mais:
Kalil diz no Twitter que Temer liberou 20 milhões para Hospital do Barreiro
Tráfego de veículos pesados será proibido no Anel a partir de março, informa Kalil pelo Twitter
Fiscalização de veículos de carga no Anel de BH termina com 33 multas por irregularidade
Fiscalização dos veículos de carga no Anel Rodoviário começa no dia 11 de dezembro
Anel Rodoviário terá restrição para veículos de carga nos horários de pico