Um dia após marcar seu primeiro gol e ver o filho, Rivaldinho, fazer os outros dois na vitória do Mogi Mirim sobre o Macaé, pela Série B do Campeonato Brasileiro, Rivaldo alegou motivos particulares e renunciou à presidência do Mogi Mirim.
 
Além de Rivaldo, toda a diretoria executiva e os membros dos Conselhos Deliberativo e Fiscal do clube também entregaram seus cargos. Rivaldinho era presidente do Conselho Deliberativo, enquanto a mulher de Rivado, Eliza Kaminski Ferreira, era vice-presidente.
 
Logo após toda diretoria renunciar, o clube empossou os novos gestores. Luiz Henrique Oliveira assumiu como presidente, enquanto Victor Manuel Simões será o primeiro vice.
 
Apesar de renunciar ao cargo, Rivaldo continuará como jogador do Mogi Mirim até o final da temporada. De acordo com o clube, o pentacampeão também ocupará um cargo de consultor e vai colaborar nas áreas administrativas da equipe.
 
Rivaldo decidiu retornar aos gramados há menos de um mês após ficar mais de um ano aposentado do futebol. Ele assumiu a presidência do Mogi Mirim em meados de 2008.
 
O Mogi Mirim é o 18º colocado com 10 pontos -dois a menos do que o Luverdense, primeiro clube fora da zona da degola. A equipe volta a campo no próximo dia 25, quando enfrenta o Ceará fora de casa.