Assim como os humanos, cães e gatos também podem ficar acima do peso. A obesidade entre animais é um problema comum e está ligado aos hábitos alimentares dos pets e também ao sedentarismo e à falta de atividades físicas. Se não for controlada, a obesidade pode até diminuir a longevidade dos animais, por isso, é importante prestar atenção aos sinais. Confira verdades e mitos sobre o assunto: 
 
Obesidade causa outros problemas de saúde para o animal
VERDADE: Animais obesos têm chances maior de ter outros problemas de saúde, além do sobrepeso, como diabetes, doenças pulmonares e de coração, problemas na articulação, de pele, problemas reprodutivos, intolerância ao exercício, maior estresse calórico, maior risco em anestesias.
 
A castração engorda o animal
VERDADE: A castração provoca alterações hormonais e a redução da atividade física, por isso, as chances de cães e gatos se tornarem obesos duplicam quando castrados. No entanto, a castração é importante e não deve ser vista como vilã. É possível minimizar o problema aumentando o ritmo e a frequência de atividades físicas e controlando a alimentação do animal.
 
A obesidade está relacionada apenas ao excesso de comida
MITO: Na verdade, animais também podem ficar obesos por questões metabólicas e problemas hormonais, como disfunção da tireóide, das glândulas adrenais, do pâncreas, da hipófise e do hipotálamo. Entretanto, as questões endócrinas ocorrem em apenas 5% de cães e gatos obesos. As maiores causas seguem sendo as comportamentais, como excesso de comida, espaço físico reduzido, sedentarismo e hábitos alimentares prejudiciais. 

Atividade física colabora com a redução de peso
VERDADE: As atividades físicas aumentam a quantidade de calorias gastas, o que colabora, sim, com a redução de peso. No entanto, essa medida precisa ser combinada com uma reeducação alimentar do pet. 

Cães comem por ‘gula’
VERDADE: Os cães são capazes de comer porções de alimento em uma refeição muito superior à quantidade necessária fisiologicamente, em decorrência da falta de alimentação. Fome é diferente de apetite, que significa disposição em comer sempre. Como os animais não sabem quando será a próxima refeição, estão mais dispostos a ingerir maior quantidade de alimentos.

Existe um peso ideal para cada raça de cães e gatos
VERDADE: Ainda que haja uma variação de peso aceitável dentro de uma mesma espécie, de fato, existe um padrão para cada raça. A medida, que pode ser consultada com  veterinário, é uma referência para dizer se o cão ou o gato está com sobrepeso ou não.