A diretora da Escola Municipal Benjamim Jacob, no Sion, região Centro-Sul de Belo Horizonte, foi agredida com soco e arranhões por um aluno de apenas dez anos na tarde desta segunda-feira (3). A responsável chamou a Polícia Militar (PM) para conter a criança e registrou boletim de ocorrência.

Conforme a ditetora, o estudante saiu de sala sem autorização e foi se sentar na varanda da escola. Ela teria ido até o local pedir para que a criança voltasse para a aula e se sentasse na carteira. 

Revoltado, o aluno deu um soco no rosto da mulher e a arranhou no pescoço, de acordo com o registro da PM. A diretora segurou o estudante pelo braço para contê-lo e acionou os militares. 

A mãe da criança também foi chamada na escola, mas não havia chegado até a saída dos policiais. Conforme a ficha do garoto na escola, há registros de agressividade e de necessidade de acompanhamento psicológico desde 2014. 

No entanto, os funcionários da instituição acreditam que a criança não tem sido acompanhada, porque, segundo eles, o comportamento agressivo se mantém desde então.  

A ocorrência foi registrada, mas a criança não foi levada à delegacia porque é menor de 12 anos e aguardou a chegada da mãe na escola. A diretora foi orientada a procurar a Secretaria Municipal de Educação.