Um semáforo desativado provocou a batida de dois carros, um minicooper e um fusion, na manhã desta segunda-feira (9) na avenida Nossa Senhora do Carmo, região Sul de Belo Horizonte. A batida aconteceu no cruzamento da avenida com a rua Rio Verde. O trânsito ficou congestionado por mais de uma hora no local.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o motorista do fusion, de 26 anos, ficou levemente ferido e foi socorrido pelo Corpo e Bombeiros. A condutora do minicooper, de 40 anos, não se feriu e permaneceu no local. Além da PM, agentes da Guarda Municipal (GMBH) e da BHTrans estiveram no local para registrar a ocorrência e controlar o trafego na região.

Ainda de acordo com a PM, o minicooper seguia no sentido Centro da capital pela pista externa da Nossa Senhora do Carmo e esperava que os carros que trafegavam pela pista principal da via parassem por boa vontade, já que o semáforo estava desativado, para que ela pudesse cruzar a avenida e acessar a rua Rio Verde. Foi então, que os carros da pista principal pararam, mas o fusio que estava em alta velocidade não conseguiu para e bateu na lateral do minicooper, no momento em que atravessava a via.

Em nota, a BHTrans, empresa que gerencia o trânsito na capital, informou através da sua assessoria que a equipe da empresa que estava no local constatou que o semáforo daquele cruzamento estava desativado. E afirmou que o sinal luminoso não estava funcionando porque parte do equipamento havia sido destruída por atos de vandalismo.

A BHTrans informou também que a equipe de manutenção semafórica foi ao local e restabeleceu o funcionamento do semáforo. “Sempre que for constatado a falta de funcionamento de um semáforo, equipes da BHTrans vão até o local avaliar e fazer o reparo.”, consta na nota.

Nos casos da falta de funcionamento do semáforo, a BHTrans orienta motoristas e pedestres a redobrarem a atenção nos seus deslocamentos para garantir a segurança.

Ao perceber falhas nos semáforos da cidade o cidadão deve entrar em contato com a BHTrans, por telefone, através do número 156 ou pelo site na internet.

Leia mais:

Liminar autoriza operação de apps de transporte de passageiros sem restrição em Confins

Turbulência faz voo com destino a Fortaleza retornar para Confins

Consumidores de TV por assinatura entram na mira de golpistas; entenda o esquema