O governador Fernando Pimentel determinou, nesta segunda-feira (21), a criação e implantação da 19ª Região Integrada de Segurança Pública (RISP) em Sete Lagoas, na região Central. Em despacho, o governador tornou prioritária a medida. Segundo o governo, a implantação de comandos regionais das polícias Militar e Civil na cidade tem como objetivo melhorar o atendimento à população e resultados mais eficiente no combate à criminalidade.

“Com todo o nosso esforço na segurança pública, equipando as polícias Militar e Civil, criando a secretaria de Estado de Administração Prisional para capacitar melhor o Estado para cuidar dessa questão, nós ainda temos um quadro preocupante", afirma o governador, ressaltando que o governo tem tomado medidas para efetivar o que foi prometido, mas não cumprido no passado.

Para o secretário de Estado de Segurança Pública, Sérgio Menezes, a nova Região Integrada de Segurança Pública reafirma o compromisso do governo de Minas Gerais em melhorar a segurança para a população. O secretário destacou a formatura de 121 investigadores da Polícia Civil.

A nova RISP será formada por 16 cidades: Sete Lagoas, Santana de Pirapama, Cordisburgo, Paraopeba, Araçaí, Jequitibá, Baldim, Caetanópolis, Funilândia, Inhaúma, Cachoeira da Prata, Fortuna de Minas, Prudente de Morais, Matozinhos, Capim Branco e Pedro Leopoldo.

Além de Sete Lagoas, outras 18 Risps estão instaladas em Barbacena, Belo Horizonte, Contagem, Curvelo, Divinópolis, Governador Valadares, Ipatinga, Juiz de Fora, Lavras, Montes Claros, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberaba, Uberlândia, Unaí e Vespasiano. Seis delas possuem sede física: Belo Horizonte, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberaba e Uberlândia.

(Com Agência Minas)*