A cidade de Guaxupé, no Sul de Minas, registrou diversos danos devido à chuva que atingiu o município na tarde da última segunda-feira (9). Durante a precipitação, o rio que corta a cidade subiu e a rede pluvial não aguentou o volume de água. Há aproximadamente 06 meses, a prefeitura havia providenciado a limpeza da calha de parte do Córrego dos Machados e Rio Guaxupé, mas a medida não foi suficiente.

Segundo Secretaria Municipal de Obras de Guaxupé, em 20 minutos, a cidade recebeu cerca de 44 milímetros de chuva, o que causou cinco pontos de alagamento, a grande maioria na área central e comercial do município. Foram registrados também o deslocamento de bloquetes, paralelepípedos, tampas de poços de visitas e tampas de bueiros, assim como a queda de três muros, sendo dois deles particulares e um de um prédio público. Nenhuma pessoa ficou ferida.

A prefeitura relatou que, de imediato, mobilizou suas equipes que saíram às ruas para contabilizar os danos e na sequência iniciar os trabalhos de reparo. Como prioridade ficou definido a recuperação do calçamento das principais vias, como Rua Pereira do Nascimento, Rua Tiradentes e Rua da Aparecida, onde o fluxo de veículos é grande.

Alguns reparos, os mais urgentes, foram feitos em 24 horas. Outros como retirada de materiais das vias, limpeza de barro, entre outros, considerados secundários, estão sendo cumpridos em 48 horas. Em seguida há trabalhos a serem executados em 72 horas e posteriormente aqueles que chegarão a 05 dias, onde serão concluídos até sexta-feira (13).

A secretaria observou que as galerias pluviais existentes na cidade são eficientes, haja visto que o nível de água que subiu durante a tempestade, abaixou em aproximadamente 08 minutos. No entanto, quando há um volume de água tão grande e em poucos minutos, a drenagem e escoamento da água é dificultada. A secretaria também pretende definir um cronograma que visa um trabalho voltado a limpeza da calha do rio. Essa ação deverá envolver e ter a autorização dos órgãos ambientais competentes.

Leia mais:
Temporal provoca estragos e falta de energia em BH e Região Metropolitana
Timóteo entra em estado de alerta devido às fortes chuvas
Ministério da Integração reconhece situação de emergência de Resplendor