Um homem de 39 anos morreu durante a madrugada desta terça-feira (9), em Poços de Caldas, no Sul de Minas, após cair no Silo da Mãe Rainha, usado para a estocagem de milho na LMG 877, altura do Km 7,5, na zona rural do município.

O local é subterrâneo, com cerca de 10 metros de profundidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o funcionário realizava manutenção em um defeito na bomba de drenagem que ficava na parte mais baixa da estutura, quando, após descer cerca de cinco metros, se queixou de falta de ar com os colegas. Em seguida, ele teria caído.

Um outro trabalhador chegou a entrar no silo para tentar ajudar o primeiro e começou a sentir os mesmos sintomas, sendo resgatado por outros funcionários com o uso de uma corda. Eles chegaram a relatar a percepção de algum tipo de gás concentrado no local.

Dois militares equipados tiveram acesso à vítima que caiu no silo, no entanto, ela já não apresentava sinais vitais pois ficou naquela situação por cerca de 40 minutos. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e o óbito foi constatado no local.

Após os trabalhos da perícia, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).