O vagão restaurante do trem turístico que deve ligar Minas Gerais ao Rio de Janeiro a partir do segundo semestre já está pronto e vai ser apresentado aos moradores de Sapucaia, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (12) e na sexta (13). O lançamento será marcado por shows a partir das 19h, na Casa de Cultura da cidade, próximo à estação ferroviária, onde o vagão gastronômico será exposto. 

"O vagão vai ficar estacionado na estação e quem quiser poderá visitá-lo e conhecer as instalações", afirmou Paulo Henrique do Nascimento, presidente da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Amigos do Trem, responsável pela implantação do projeto. 

A locomotiva com o vagão restaurante saiu da cidade de Recreio, em Minas Gerais, e chegou ao Rio de Janeiro ainda nesta quarta (11). Quando estiver pronto, o trem vai ligar a cidade de Cataguases, na Zona da Mata mineira, à  cidade de Três Rios, no Estado fluminense. Durante o percurso de 160 km, passará por mais cinco cidades mineiras: Leopoldina, Recreio, Volta Grande, Além Paraíba e Chiador. No RJ, além da última Estação em Três Rios, passa por Sapucaia. A expectativa é que a viagem dure 6 horas e a passagem custe R$ 100.

A expectativa é de transportar até 850 passageiros por dia. Mas antes, a Oscip precisa fazer testes sem passageiros nos nove vagões da Ferrovia Centro-Atlântica que foram reformados. "Nesses testes, serão avaliadas as condições das estações, da linha e da locomotiva, Dessa forma, vamos ficar sabendo quais melhorias precisamos fazer", explicou Paulo Henrique. 

Trem Minas-RioO vagão restaurante será apresentado aos moradores de Sapucaia, no Rio de Janeiro

Após os ajustes, o trem ainda passa por nova inspeção. Segundo Paulo Henrique, o engenheiro mecânico da Oscip deve vistoriar os vagões para elaborar um laudo técnico a ser encaminhado à Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). "Este é um dos últimos requisitos para que a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) aprove as viagens com passageiros. Depois é assinar o contrato formal com a Ferrovia Centro-Atlântica". 

Os passeios serão realizados aos sábados, domingos e feriados.

Investimento

O investimento total para que o trem turístico possa operar é de R$ 1 milhão, conforme informações do diretor da Oscip. "Dentro do trem, o passageiro poderá contar com pacotes de roteiros turísticos, projetos culturais, encontros e restaurante. Para isso, estamos buscando apoio de empresas", contou Paulo Henrique. 

A expectativa é que a atividade contribua com a geração de cerca de 500 empregos diretos e indiretos, além ajudar a manter preservado o patrimônio histórico das cidades. 

O projeto Trem turístico Rio-Minas é coordenado pela Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Amigos do Trem e conta com o apoio das prefeituras, da iniciativa privada, além da concessionária da ferrovia Centro-Atlântica e de órgãos do governo federal ligados ao transporte ferroviário.

Leia mais:
Ong alerta que venda antecipada de passagens do Trem Minas-Rio é fraude 
Viagem de trem entre Minas e Rio deve durar 6h e custar cerca de R$ 100
Viagem de trem entre Minas e Rio deve ser inaugurada no segundo semestre

 

 

Confira imagens do trem antes e depois da reforma: