Uma criança de 5 anos, vítima da tragédia de Janaúba, no norte do Estado, que estava internada no Hospital de Pronto Socorro (HPS) João XXIII recebeu alta na manhã desta quinta-feira. Uma semana após o ataque, no norte do Estado, 14 pessoas, entre elas 13 crianças, ainda permanecem internadas. Em Belo Horizonte, são seis vítimas hospitalizadas. Duas mulheres estão em estado grave, porém estáveis. Mesmo caso de outras duas crianças. As outras estão estáveis. No Hospital Odilon Behres, uma vítima permanece internada. O estado de saúde dela, de acordo com o centro de saúde, é estável.

 

Onze morreram no caso que chocou o país e o mundo. Os dados são do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. O vigia Damião Soares dos Santos, 50 anos, invadiu o local e ateou fogo em crianças e no próprio corpo. As vítimas foram socorridas para hospital da cidade, de Montes Claros, na mesma região e de Belo Horizonte.

 

Entre os casos mais graves, está o da pequena Flávia Nayara Dias, de 4 anos. Ela teve 80% do corpo queimado. A última morte foi na segunda-feira, 9. O menino Matheus Felipe Rocha Santos, de 5 anos, foi transferido para a capital na madrugada de sábado, 7. Ele passou por cirurgia, chegou a dar indícios de recuperação mas não resistiu e morreu.

 
 

Dia das crianças

 

Brinquedos serão distribuídos neste dia das crianças na praça da Paróquia Santa Rita de Cássia, no bairro Barbosa, próximo à creche Gente Inocente, onde aconteceu a tragédia. De acordo com a assessoria de imprensa da Cruz Vermelha, que auxilia no evento, uma rua de lazer foi montada. Instituições ajudaram com a doação de materiais. A instituição também montou tendas de atendimento psicológico para as famílias locais.