Um homem, de 39 anos, foi preso nesta terça-feira (20) por injúria racial. Ele aguardava atendimento dentro do Hospital Felício Rocho, na Região Oeste de Belo Horizonte, quando, segundo testemunhas, ficou irritado porque uma mulher de 50 anos foi até ao guichê.

Então ele se levantou e começou a xingar a vítima."Quem é você para estar furando fila? Eu paguei consulta igual a você pagou. Você está interrompendo o atendimento. Você é africana e veio tumultuar aqui. Vou te dar um creme para passar no seu calcanhar rachado. Volte para a África, sua hiena dentuça", disse o homem conforme registrado no boletim de ocorrência. 

A mulher contou à Polícia Militar que estava aguardando atendimento quando seu celular descarregou. Por isso se levantou e foi ao guichê para perguntar se eles tinham uma tomada. 

Ainda segundo a PM, a discussão continuou porque o homem alegava que ela precisava de senha e ela tentava explicar que queria apenas carregar o aparelho. Foi quando, segundo o homem, a mulher falou a seguinte frase:"calma minha filha, você está muito nervosa. Eu vou chamar a polícia".

Ele disse aos militares que se sentiu vítima de "LGBT fobia" e que não teve a intenção de agredir a mulher.

De acordo com a Polícia Civil, o homem pagou fiança de R$4 mil e foi liberado.

Leia mais:
Mulher tem o turbante arrancado da cabeça em festa de formatura e diz que sofreu racismo
Cresce violência contra pessoas LGBT; a cada 25 horas, uma é assassinada no país