Após um ano em obras, a Fundação Zoobotânica anunciou, nesta quinta-feira (12), a conclusão da reforma com a implantação de novas rotas para pessoas com deficiência. A ideia, segundo a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), é melhorar a locomoção de pessoas com mobilidade reduzida, idosos e famílias com carrinhos de bebê. 

"As pessoas com limitações motoras ou alguma deficiência visual vão poder se deslocar com facilidade e independência pelo local, graças às rampas, ao piso tátil e também a adaptações realizadas nos banheiros. Isso representa muito, é uma intervenção muito desejada por nós da PBH e pela população, algo que garante segurança e liberdade no espaço público, tornando-o mais democrático ainda", explicou o presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, Sérgio Augusto Domingues.  

Ao longo deste ano, também foram concluídas as adequações dos banheiros, trechos de passeio que fazem parte das rotas acessíveis, intervenções no entorno do recinto do chimpanzé, reforma das calçadas e instalação de um novo guarda-corpo, instalação do piso podotátil , pintura de novas faixas de pedestre e construção da travessia elevada em frente ao recinto do gorila. 

As intervenções custaram cerca de R$1,2 milhão aos cofres da Prefeitura de Belo Horizonte.  

O horário de funcionamento do Jardim Zoológico é de terça a domingo e feriados, das 8h às 17h.   

* Fonte: PBH

Leia mais:
Recintos dos hipopótamos e rinocerontes no Zoológico de BH passam por adequações