Manter a saúde do estômago e do fígado durante quatro dias de festa, especialmente para quem gosta de cerveja e drinks, não é tarefa das mais fáceis, mas não precisa ser um bicho de sete cabeças ou atrapalhar a folia. Em vez de correr para a farmácia em busca das pílulas que prometem rebater a ressaca depois do estrago feito, a dica é preparar o corpo para a maratona carnavalesca com uma alimentação bem planejada. 

“Dias antes, é bom já começar a ter uma alimentação mais balanceada e leve para chegar ao período da festa com mais disposição e com sistema imunológico fortalecido”, ensina a coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade Promove Natália de Carvalho Teixeira.

A receita é simples. “Vale aquela alimentação já conhecida, rica em frutas, verduras, legumes e carnes brancas, de mais fácil digestão”, explica a especialista. Durante a folia, segundo Natália, é fundamental se preocupar com a hidratação, especialmente quem faz uso de bebidas alcoólicas – a cerveja, por exemplo, é muito diurética. 

“O ideal é que, entre uma latinha e outra, se consuma uma garrafinha de água ou um copo com suco. Picolés também são aliados, especialmente os de fruta, mais leves e ricos em água”, diz a nutricionista. Anote aí: água de coco e chás gelados são também líquidos preciosos para a ocasião. 

No prato

O folião também deve observar a qualidade do alimento que vai consumir para evitar males como a intoxicação alimentar. “É importante observar a higiene da lanchonete ou restaurante, pois se comer alguma coisa contaminada, isso vai acabar estragando todo o Carnaval”, diz a nutricionista, que recomenda ainda carregar barrinhas de cereal no bolso para evitar hipoglicemia (queda na quantidade normal de glicose no sangue) no meio da festa.


Se a ressaca vier durante o Carnaval, não se deixe levar pelo tradicional enjoo e não faça jejum. O melhor jeito de fazer o corpo voltar ao normal é com muito líquido – os isotônicos são ótimos aliados – e uma alimentação leve, evitando gorduras

Foliões dão dicas de alimentos que ajudam a repor a energia

Uma particularidade do Carnaval de Belo Horizonte é que boa parte dos grandes blocos desfila pela manhã. Ou seja, crucial caprichar na primeira refeição do dia. “O importante é realizar uma refeição completa assim que acordar, com pelo menos um carboidrato e uma proteína, como pão integral com ovos mexidos. E após coma algo a cada três horas”, recomenda a nutricionista Flávia Noujeimi. 

Segundo ela, vale a pena apostar em alimentos desintoxicantes, como couve, abacaxi, morango e limão, para auxiliar no processo de metabolização do álcool pelo fígado. 

Açaí

Para aguentar bem o ritmo intenso dos quatro dias de festa a fisioterapeuta Glícia Gomes não abre mão da tigela de açaí. “É ótimo, não sei se por ser junção de frescor e glicose ou por ser mais leve que sorvete e o organismo acaba aceitando melhor”, conta. Fonte de fibras e carboidrato, o açaí também tem minerais importantes para quem está na folia, como ferro, cálcio e potássio.

Para o humorista Ricardo Bello, a banana é a grande aliada durante o período carnavalesco. “Banana repõe energia, tem potássio, vitaminas e fibras. E dá para carregar na mochila ou na bolsa durante o desfile de um bloco”, explica. O produtor cultural Juliano Jubão é categórico: “A água de coco é a melhor coisa para evitar a ressaca. É gostosa e hidrata”, diz. 

Quando a Quarta-feira de Cinzas chegar, a dica é apostar do detox proporcionado pelos sucos verdes. “O gengibre é um importante aliado no processo, pois auxilia a circulação e leva os nutrientes para as células”, afirma Natália de Carvalho. 

Além disso

A chef e professora de gastronomia do Promove Cidinha Lamounier preparou um sanduíche simples, leve e gostoso para o folião repor as energias ao chegar em casa cansado após acompanhar os blocos de rua. “É uma refeição completa, com proteína, carboidratos, vitaminas, sais minerais, fibras e leguminosas”, afirma. 

Confira a receita preparada por Cidinha:

Ingredientes:
Pão italiano
Rosbife
Folhas verdes
Pasta de homus tahine (pasta de grão de bico)

Montagem do sanduíche:
Passar a pasta no pão que deverá estar dividido ao meio no sentido longitudinal. Dispor as folhas, depois as fatias de rosbife e a conserva de berinjela. Salpicar flor de sal e regar com azeite. O sanduíche é servido aberto.

Uma dica: para a refeição ficar ainda mais completa, o sanduíche combina bem com suco feito com mamão e maracujá