À espera da revitalização do Distrito Industrial Vale do Jatobá, no Barreiro, anunciada pelo Estado em março deste ano, os empresários e a Polícia Militar (PM) estudam a implantação de câmeras de videomonitoramento na região. Até o fim deste mês, uma reunião poderá definir os tipos de equipamentos que serão instalados. A expectativa do comandante do 41º Batalhão, tenente-coronel Alan Magalhães, é a de que o sistema coíba a criminalidade e até mesma as invasões de áreas particulares na região.

Como o Distrito Industrial do Jatobá é dividido em duas áreas, conhecidas como Mancha A e Mancha B, as câmeras serão inicialmente instaladas na segunda parte, no bairro Vila Pinho. “Temos muitos problemas por lá, como invasão de terras. Além disso, a avenida Perimetral é rota de fuga de bandidos que roubam carros na cidade, por onde têm acesso a Ibirité (na Grande BH), que faz limite com o Barreiro”, enfatiza o tenente-coronel.

Ainda conforme o policial, no próximo encontro com os empresários a equipe técnica da PM irá apresentar as câmeras existentes no mercado. Definido o modelo e a quantidade a ser adquirida, os empresários irão se articular para comprar os equipamentos. “Assim que soubermos quantos serão adquiridos, a PM irá mapear os locais onde serão instalados, levando em conta os índices de criminalidade. A implantação deve ocorrer em breve”.

O tenente-coronel acredita que o videomonitoramento não é ganho apenas para os empresários. “Toda a população será beneficiada. Poderemos monitorar veículos em fuga e controlar imediatamente invasões de terrenos, que representam um problema para a ação policial”, frisa.

Revitalização
A instalação das câmeras faz parte dos esforços do empresariado em revitalizar a área. A Associação das Empresas do Distrito Industrial do Jatobá (Aedisi) também aposta nas intervenções que serão promovidas pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) para a expansão do setor.

Em nota, a Codemig informou que as ações já estão em andamento. “Foram realizadas entrevistas com empresários, diagnóstico de maturidade das empresas instaladas, levantamento de demandas, validação do plano de ação e priorização das medidas envolvendo os empresários”, diz o texto. 

 

Especial Barreiro
Revitalização proposta também irá abranger a Mancha A do distrito