“Quem não tem mar vai para o bar” é uma das frases mais clássicas entre os belo-horizontinos. Um dos grandes diferenciais da capital mineira é a quantidade de bares (uma média de três estabelecimentos por quarteirão) e a ótima e variada gastronomia dos botecos.

Há opções para todos os gostos e bolsos em todos os cantos. Dos mais refinados nos bairros de Lourdes e Savassi, aos mais tradicionais espalhados pelas nove regionais da cidade. A cerveja gelada está presente em diversos cantos, mas o que faz o belo-horizontino sair da sua zona de conforto e explorar as delícias dos mais de 9,5 mil bares da capital é o desejo de se aventurar gastronomicamente.

Confira o vídeo especial do Hoje em Dia sobre a diversidade dos bares de Belo Horizonte:

O vídeo apresenta imagens feitas nos seguintes bares:

Bar do Jânio:

Rua Tebas, 859, Alto Vera Cruz. Funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 21h, domingo, das 8h às 15h

 

Bar e Restaurante Floresta:

Rua Machado, 277, Floresta. Funcionamento: de segunda a sábado, das 8h à 0h, e domingo, das 10h às 21h

 

Bola Bar:

Rua Padre Eustáquio, 2512, Padre Eustáquio. Funcionamento: de segunda à sábado: das 8h à 0h, domingo, das 10h às 21h

 

Mercadinho Bicalho:

Praça Duque de Caxias, 120, Santa Tereza. Funcionamento: terça, das 9h às 21h, de quarta a sexta, das 10h à 0h, sábado, das 10h à 1h, e domingo, das 10h às 2h

 

Nonô - O Rei do Caldo de Mocotó:

Avenida Amazonas, 840, Centro. Funcionamento: de segunda a sábado, aberto 24 horas

 

Obhar:

Rua Juiz Costa Val, 102, Sao Lucas. Funcionamento: de segunda a sábado, das 8h à 0h, e domingo, das 8h às 16h

 

Patorroco:

Rua Turquesa, 875, Prado. Funcionamento: de segunda a sexta, das 17h à 0h, e sábado, das 12h às 23h

 

Zé Pretinho:

Rua Gravataí, 260, Serra. Funcionamento: de terça a domingo, das 12h à 0h