Com a expectativa de gerar R$ 6 milhões em negócios, começa hoje, às 18h, e segue até o próximo domingo (15) a 12ª Feira de Agricultura Familiar de Minas Gerais, a Agriminas. Estão confirmados pelo menos 400 expositores que irão oferecer os produtos e serviços a mais de 70 mil visitantes esperados. O evento será realizado na Serraria Souza Pinto, na região Central da cidade, e também comemora as cinco décadas da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), que organiza a feira.

A Agriminas é considerada a maior feira da agricultura familiar do país, e receberá produtores de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio Grande do Sul. “A Agriminas é uma das principais vitrines de exposição da Agricultura Familiar em Minas Gerais e tornou-se referência na valorização da produção do campo, na geração de negócios para o setor e na capacitação para agricultores familiares, assentados da reforma agrária, quilombolas e indígenas”, ressalta o presidente da Fetaemg e idealizador do evento, Vilson Luiz da Silva.

Fundada em 1968, durante o regime militar, a Fetaemg contava apenas com cinco sindicatos de trabalhadores rurais. Hoje, são cerca de 600 entidades filiadas em todo o Estado, representando mais de um milhão de trabalhadores rurais.
A Federação é representante dos agricultores familiares, assentados da reforma agrária e assalariados rurais. Para a Agriminas, a Fetaemg prioriza agricultores que estejam organizados em cooperativa e/ou associações e que utilizam sistemas de produção orgânicos, beneficiando um maior número  de famílias.

Vilson Luiz da Silva

Para o presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva, a feira viabiliza o diálogo entre campo e cidade 

Histórias que inspiram
Em 12 anos de história, a Agriminas já recebeu mais de 570 mil visitantes, gerando cerca de R$ 34 milhões em negócios durante o evento e pós-evento. A feira mobilizou mais de 45 mil agricultores familiares envolvidos de forma direta e indireta, cooperativas e associações. Mas, por trás de tantos números, estão histórias de superação, transformação e recomeço.
No Brasil, 84,4% dos estabelecimentos rurais  são de agricultores familiares. Eles respondem por 38% da renda bruta gerada no meio rural. São 12,3 milhões de empregados   na agricultura familiar o que representa  74,4% do dos trabalhadores do campo. Minas Gerais é o segundo Estado com o maior número de estabelecimentos familiares do país, de acordo com dados do último Censo Agropecuário.

Cultura
Além das exposições de produtos do campo, a feira traz também apresentações culturais. Amanhã é a vez do cantor Zé Wilson, às 19h30. Já na sexta-feira (13), se apresentará a dupla Edmar e Samuel, no mesmo hor[/TEXTO]ário.
O Trio Boca Quente será o responsável por animar a noite de sábado (14), a partir das 19h30. E, no último dia da Agriminas, domingo (15), os cantores Jhonny e Paulo Roberto sobem ao palco da Serraria às 11h.

Serviço: 12ª Agriminas
Datas e horários: de hoje a domingo (hoje: das 18h às 22h; quinta e sexta-feira: das 14h às 22h; sábado: das 8h às 22h; domingo: das 8h às 17h)
Local: Serraria Souza Pinto (Avenida Assis Chateaubriand, 809, Centro) 
Ingressos: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Entrada franca para crianças até 10 anos e idosos acima de 60.
Obs: a bilheteria funcionará até 1h antes do encerramento da feira
Informações: fetaemg.org.br/agriminas