#POSTHD Conteúdo Patrocinado

Afastada dos palcos, mas não do mundo das artes, a gaúcha Maria Rita Stumpf escolheu Belo Horizonte para o show de relançamento do CD “Brasileira”. “Vai ser a primeira vez que canto ao vivo em BH”, adianta a cantora. Mas a relação com as Minas Gerais é antiga: Maria Rita já desenvolveu trabalhos com o Uakti – tanto que o percussionista do grupo, Paulo Santos, compõe o trio de músicos que acompanha a cantora. O show será nesta quarta-feira, 1º de novembro, às 20 horas, no Teatro de Câmara do Cine Brasil Vallourec.

A história de Maria Rita e o relançamento de “Brasileira” provam que música não tem tempo nem fronteiras. Gravado originalmente em 1988, o disco em vinil despertou a atenção de DJs na Europa e Japão. O auge veio com um DJ inglês que organizou uma coletânea de músicas dos anos 80 e 90, e lá estava a música autoral de Maria Rita.

“A união de ritmos que beiram o tribal, o étnico, com batidas típicas da música eletrônica, vem ganhando destaque entre DJs do mundo todo, aumentando esta redescoberta de grandes talentos antes ignorados, o que valoriza as edições de discos como os de Maria Rita Stumpf”, registra o material de divulgação da cantora.

Feliz com o retorno aos palcos, Maria Rita conta que depois dos primeiros discos investiu na produção de espetáculos de dança, criando sua própria produtora, a “Antares”. “As coisas na vida da gente são cíclicas e vão se alinhando. Tudo é perfeito: a gente é que atrapalha”, ilustra.

Como produtora, Maria Rita foi a responsável por grandes eventos trazendo ao Brasil o célebre bailarino russo Mikhail Baryshnikov até o compositor norte-americano Philip Glass.

Mas a redescoberta de sua música que, segundo os críticos, “elabora uma concepção erudita do popular”, coloca Maria Rita em outra fase artística. Sua musicalidade inovadora atraiu admiradores em todo o mundo, tudo por conta dos DJs e suas releituras. Para se ter uma ideia, o vinil “Brasileira” é item de colecionador, sendo encontrado à venda por centenas de euros em sites especializados.

Em seu show em BH, Maria Rita estará acompanhada de Paulo Santos (Uakti) na percussão, Danilo Andrade (teclados e programação) e André Santos (baixo e violino). O repertório será do LP Brasileira, com maioria de canções compostas por Maria Rita.

Serviço:

Onde:Teatro de Câmara / Cine Brasil Vallourec

Quando: 1º de novembro

Horário: 20 horas

Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

Endereço: Rua Carijós, 258 - Centro, Belo Horizonte

Informações e venda de ingressos: http://cinetheatrobrasil.com.br/ e  https://www.compreingressos.com/

(31) 2626-1251