Sim, é possível ter uma churrasqueira dentro de um apartamento. Mas antes de instalar o equipamento, alguns cuidados são fundamentais. Primeiro é preciso verificar o espaço disponível para colocar a churrasqueira, além de coifa, dutos e/ou chaminés para a exaustão da fumaça. Também é obrigatório consultar e seguir as normas do edifício. 

É importante ainda ter o acompanhamento de um profissional que entenda sobre o assunto para aconselhar sobre o melhor modelo, e passar orientações de instalação e limpeza. 

Confira abaixo algumas dicas: 

- Espaço disponível

Antes de decidir o modelo e como será a decoração do ambiente, é preciso pensar no lugar em que a peça será instalada e como ficará a exaustão da fumaça. Em edifícios, é proibido que a fumaça saia por janelas, mesmo que seja da varanda.

- Modelos à sua escolha

Há modelos que funcionam a gás, eletricidade e carvão. As versões a gás vêm ganhando muitos adeptos, pois são rápidas, eficientes e de limpeza fácil. Se optar por elas, você precisará de uma rede de gás (natural ou de botijão) e um ponto de elétrica. A tubulação de cobre pode ser embutida na parede ou no piso. Em apartamentos, será preciso a autorização do condomínio antes de fazer a obra. As churrasqueiras elétricas e as portáteis também são boas opções.

- Duto e chaminé

O duto varia conforme o tamanho da coifa e funciona via exaustão natural ou forçada, com a ajuda de equipamentos. Já a chaminé, em caso de uma exaustão natural, precisa ter, no mínimo, 2 metros de comprimento.

- Revestimentos

Na bancada, dê preferência aos materiais resistentes para evitar manchas causadas pelo sangue da carne ou mesmo do carvão, ou riscos ocasionados pelos espetos ou grelhas. Esse material deve resistir, principalmente, a variação de temperatura que a churrasqueira poderá transmitir. O local de churrasco acaba sujando fácil, por isso, opte pelos revestimentos de parede de fácil limpeza e inertes as possíveis ações de gordura.

Fonte: Renata Cipriano e Marcus Paffi, escritório Cipriano Paffi Arquitetura