O Territórios Gastronômicos convidou o chef Israel Júnior para preparar o tradicional nhoque servido no Cantim Noir. O prato é a vedete de uma simpatia muito praticada no dia 29 de cada mês e que, dizem por aí, atrai prosperidade. Pelo sim ou pelo não, a data está se aproximando e você pode conferir a receita abaixo.

O restaurante é um lugar pra lá de aconchegante, instalado em um casarão da década de 1970 no bairro São Lucas, em Belo Horizonte. Ele funciona dentro da casa dos proprietários, Israel Júnior e Ione Silva. Os dois, aliás, são referência quando o assunto é massa, já que o sangue italiano corre nas veias do casal.

O cardápio traz massas caseiras inspiradas nas receitas que vêm de família. Destaque para o nhoque, que leva sêmola de grano duro e massa de batata assada. Os petiscos receberam nomes que são homenagens aos parentes dos proprietários. O mais popular entre os clientes é o Bolim du Véio, criado em homenagem ao pai do chef Israel e preparado com arroz, três tipos de queijos e alho poró. Os temperos, a Ione faz questão de preparar artesanalmente e um dos segredos é a medida exata de cada ingrediente que levam.

Nhoque da Fortuna

O clima místico também envolve a gastronomia. É isso mesmo. Você, certamente, já ouviu falar na simpatia que envolve um prato muito bem recebido na mesa do brasileiro e que tem sua origem na Itália. Eu estou falando do Nhoque da Fortuna. Diz a lenda que se você comer em pé as sete primeiras unidades de um nhoque no dia 29 pode fazer um pedido para cada pedacinho ingerido. Ah, e não se esqueça de colocar uma cédula ou moedas debaixo do prato.

Toda essa história tem origem no século IV. Um santo chamado São Pantaleão estaria vagando faminto e foi recebido por uma família. A refeição rendeu sete unidades de nhoque para cada pessoa sentada à mesa. Em troca da gentileza, o santo deixou embaixo dos pratos muitas moedas de ouro.

Então, o dia 29 está chegando - sábado que vem - e, se você está em busca de prosperidade fica a dica. Quem vai ensinar a preparar a receita é o chef Israel Júnior, do Cantim Noir. O restaurante, especializado em massas, fica no bairro São Lucas em Belo Horizonte.

Nhoque do Cantim Noir
Chef Israel Júnior

nhoque da fortuna

Ingredientes:
1 Kg batatas médias Asterix (roxa) assadas enroladas em papel alumínio
2 xícaras rasas de farinha de trigo
3 ovos
50 gramas queijo parmesão ralado
Óleo de oliva
Sal a gosto

Modo de Preparo
Asse as batatas enroladas em papel de alumínio, sem cortá-las e com casca, até estarem macias para serem amassadas. 
Esprema as batatas quentes em uma vasilha grande. Com a massa o mais quente possível, acrescente o ovo, o sal, o queijo e um fio de óleo de oliva.
Vá acrescentando, aos poucos, a farinha de trigo peneirada e misture com as mãos até dar o ponto de enrolar.
Estenda a massa em rolinhos de 2 a 4 centímetros de espessura e corte o nhoque de batata do tamanho que você quiser. 
Coloque-os sobre uma camada de farinha de modo que eles não grudem antes de cozinhar.
Enquanto isso, coloque três litros de água para ferver (não coloque sal na água). Jogue uma parte dos nhoques na água e espere eles virem à superfície. Quando a primeira porção chegar à superfície retire com uma escumadeira e jogue outra porção na panela. Repita até que todo o nhoque acabe.
Sirva com o molho de sua preferência e salpique queijo parmesão ralado, levando ao forno.

CANTIM NOIR
Aberto de quarta a domingo.
Rua Nísio Batista de Oliveira, 266, Novo São Lucas, Belo Horizonte.
Contato: (31) 3789-8756 / 996470853 e 988134760
http://www.cantimnoir.com.br