As referências históricas e artísticas conduzem o trabalho de Leandro Pimenta. O modernismo é uma das fontes de inspiração do chef. E, no ano em que o conjunto moderno da Pampulha recebeu da Unesco o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, ele usa a gastronomia para homenagear Oscar Niemeyer, Burle Marx e Cândido Portinari. Como? Utilizando curvas para lembrar os traços do arquiteto, flores comestíveis para reproduzir os jardins do paisagista e formas para lembrar as obras do artista plástico. “Não importa se é alta gastronomia ou não, o visual estético aguça os sentidos”, diz.

Surpreender as pessoas ao utilizar formas inusitadas na montagem dos pratos é um talento que sobra ao chef. Esse gosto, explica, é consequência da escola que ele frequentou. Leandro conta que o interesse pela cozinha criativa, que é o contraponto da clássica, surgiu, principalmente, quando ele trabalhou no restaurante Mani, em São Paulo. Foi onde ele teve a oportunidade de conviver e aprender com Helena Rizzo, eleita pela revista inglesa The Restaurant a melhor chef de cozinha do mundo em 2014. “Aprendi a fazer cozinha de vanguarda onde a vanguarda foi inventada”, explica Leandro.

Linguagem

Há um ano, Leandro Pimenta comanda a cozinha do Café com Letras, do Centro Cultural Banco do Brasil, em Belo Horizonte. Está dentro de um lugar onde se respira arte. Lá, faz questão de valorizar a cozinha criativa e incentivar a equipe, formada por 15 pessoas, a fazer o mesmo. “Todo mundo fala a mesma linguagem”, conta. 

Outro ponto forte é a possibilidade de unir, mais do que nunca, gastronomia e cultura. “É incrível trabalhar em um local cercado por obras e poder refinar ainda mais nosso processo criativo. Melhor ainda é estar em um centro cultural e ter contato com gente do mundo inteiro sem precisar sair do lugar”, comenta. O criativo chef Leandro Pimenta compartilhou uma de suas receitas com o Territórios Gastronômicos.

Receita de Fidéua 

Lagostins - 150 gramas
Lulas - 100 gramas
Mexilhões - 100 gramas
Mix de pimentões vermelho e amarelo - 30 gramas
Cabelinho de anjo cozido - 130 gramas
Açafrão em pó - 1 grama
Páprica picante em pó - 1 grama
Manjericão fresco - 2 gramas
Salsinha picada - 2 gramas
Azeite - 20 ml
Caldo de legumes - 150 ml

Modo de preparo:
Em frigideira, em fogo médio, colocar o azeite e deixar esquentar. Colocar os lagostins, deixar dourar e entrar com as lulas. Quando as lulas enrolarem, entrar com o caldo de legumes e os mexilhões. Deixe levantar fervura e coloque o açafrão e a páprica. Acrescente a massa cozida e deixe que fique com a cor amarelada. Tempere com sal e pimenta do reino, desligue e finalize com a salsinha e o manjericão fresco. Sirva em prato fundo!

Chef Leandro Pimenta - Restaurante Café com Letras CCBB
Instagram: @leandropimenta