Em meio aos corredores, ao vai e vem de gente, às cores e sabores do Mercado Central, um dos cartões postais da capital mineira, está a Padaria Artesanal Du Pain. Projeto construído em cima de uma parceria que une a paixão pela gastronomia e o amor entre Raquel Brandão e Ronaldo Souza. Os chefs, que montaram o negócio há sete meses, acabaram de se casar no último fim de semana. O projeto de vida em comum começou quando eles decidiram unir as bancadas. Daí, para juntar as escovas de dentes foi um passo. E não dá pra deixar de mencionar um detalhe muito fofo. Na aliança da noiva, está forjado um garfinho. Na do noivo, uma faquinha.

Raquel, que era professora, consultora e produtora de eventos gastronômicos, se uniu a Ronaldo, que também trabalhava com produção de eventos gastronômicos e como chef de cozinha. Desde que a Du Pain foi inaugurada, em abril, os dois se dedicam exclusivamente ao empreendimento. É que a lida começa cedo e só termina tarde da noite. Às 4h, Ronaldo e o auxiliar, Maicon, começam a montagem dos pães. Às 8h, as portas são abertas aos clientes. Às 18h, termina o atendimento, mas o trabalho continua com a preparação das massas que serão assadas no dia seguinte.

Fermentação 
O pão artesanal se diferencia do industrial porque a fermentação é natural. Para conscientizar os consumidores sobre essa diferença, uma plaquinha na porta da loja avisa: “Nosso principal ingrediente é o tempo”. Raquel explica que alguns produtos levam, pelo menos, 24 horas para fermentar. O clima também pode interferir. Por isso, é preciso ter paciência para degustar um pão artesanal de qualidade.

A montagem dos pães é feita em uma bancada separada do atendimento por um vidro. Um espetáculo que é acompanhado com gosto pelos clientes. Cerca de 30 tipos de produtos variados vão para as prateleiras todos os dias. Tem baguete, pão italiano, pão de pesto (feito com azeite, manjericão, alho e castanha do Pará), de azeitona, croissant, brioches e muitas outras opções deliciosas. O bolo de milho cremoso com coco, receita da avó de Raquel, dona Ladir, faz o maior sucesso. “Remete à infância”, diz a empresária.

Regionalização
O conceito da Du Pain é colocar os produtos importados e nacionais no mesmo patamar de consumo. As geleias da Serra da Estrela, de Portugal, dividem espaço com os caramelos de Itabira. A farinha, com alto padrão de qualidade, vem da França. Os proprietários investem na regionalização e fazem questão de misturar ingredientes mineiros tradicionais ao pão. Há croissants recheados com a famosa goiabada da Zélia, de Ponte Nova. Outros levam uma farta mistura de queijo da Canastra ou do Sabores do Sítio, que fica na zona rural de Tiradentes e ganhou o primeiro lugar no Concurso de Queijo Artesanal promovido pela Emater. Entre as opções, há vinhos de Portugal e cafés especiais produzidos em Minas.

Em breve o casal deve oferecer o atendimento delivery. Outra novidade é o cardápio que já está sendo preparado para as festas de fim de ano. “Estamos pensando em muitos produtos novos que levem especiarias, frutas cristalizadas, damasco, ingredientes típicos natalinos misturados ao pão”, adianta Raquel. E, assim, a padaria artesanal vai se tornando um ponto de parada obrigatória no Mercado. 

Du Pain & C.A
Mercado Central - Loja 288
Contato: (31) 3267-9740
www.dupain.com.br