A produção anual de peixes em Minas vem crescendo e superou as 22 toneladas em 2015, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE. O mineiro consome, em media, 12 quilos de peixes por ano. Uma estimativa que a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento pretende ampliar. Como? “Por meio do incentivo à produção sustentável, oferta de produtos de qualidade, geração de emprego e renda ao aquacultor, campanhas de incentivo ao consumo e ações para inserção do pescado na alimentação escolar”, explica a diretora de Aquacultura e Pesca de MG, Ana Carolina Castro Euler.

No que depender da família Dalcin, os pescados têm tudo para se tornar ingredientes indispensáveis na mesa do mineiro. A matriarca, chef Regina Maura, comanda o tradicional restaurante Badejo, especializado em receitas que levam peixes. A casa, que existe há 26 anos em Belo Horizonte, está em sua segunda geração.

A moqueca capixaba, um dos pratos mais pedidos da casa, é reproduzida com fidelidade. Acredita-se que a receita tenha sido criada aqui, no Brasil, logo após o descobrimento. Datam de meados de 1.500 as primeiras citações históricas dos portugueses sobre a iguaria. Originalmente feito em uma grelha de varas ou folhas de árvores cobertas por cinzas quentes (chamado de moquém, daí o nome), o prato, hoje em dia, é um refogado de peixe e outros frutos do mar e possui duas principais versões distintas e regionais: a baiana e a capixaba.

Diferente da moqueca baiana, mais condimentada e pesada, a moqueca do Espírito Santo costuma ser mais leve e saudável, e leva mais ingredientes além do pescado, como tomate, cebola, coentro, azeite de oliva e urucum. “A ideia de fazermos moqueca capixaba surgiu do velho hábito do belo-horizontino de frequentar as praias do Espírito Santo e, consequentemente, estar mais familiarizado aos sabores da região”, diz Regina. 


Confira a moqueca capixaba com tempero bem mineiro preparada pelo chef Daniel Dalcin:

Moqueca de badejo

Chef Daniel Dalcin

Restaurante Badejo

A deliciosa Moqueca de Badejo faz sucesso no restaurante Badejo, comandado pela família Dalcin desde 1990 e que está em sua segunda geração. O prato, preparado pelo chef Daniel Dalcin, é um dos mais tradicionais da casa. A receita pode até ser capixaba, mas o tempero é bem mineiro. Confira. 

Ingredientes
– 400 g peixe em postas (se possível, Badejo)
– 02 tomates maduros picados
– 02 cebolas brancas grandes picadas
– Coentro picado a gosto
– Cebolinha picada a gosto
– Azeite doce
– Colorau
– Alho e sal para temperar
– Limão
– Água fervente

Modo de Preparo
Esquentar 3 colheres (sopa) de azeite em uma panela, se possível, de barro. “Queimar” o colorau, juntamente com o tempero (alho e sal) no azeite. Imediatamente, colocar as postas de peixe, previamente regadas com limão. Adicionar ½ copo de água fervendo e tampar por 5 minutos. Adicionar o coentro, a cebola e o tomate, nesta ordem. Regar um pouco mais de azeite. Deixar cozinhar por 10 minutos em fogo forte, tomando cuidado para o peixe não “agarrar” (queimar). Salpicar com cebolinha e servir com arroz branco e pirão.