Quando Débora Azevedo Reis trabalhava como advogada em uma empresa na capital e encarava diariamente uma rotina frenética, tinha um horário sagrado toda tarde. Às 16h era o momento de parar, respirar fundo e degustar um delicioso café. Mas a carreira no Direito ficou para trás e, agora, ela se dedica a comercializar cafés especiais do Sul de Minas. Ela, o marido, Sérgio Henrique Miranda Júnior, e o amigo, Marcos Nogueira Alves, se tornaram sócios no Coffee & Joy.

A ideia do empreendimento, inovador, é fazer uma ponte entre produtores de cafés especiais do Sul de Minas e o consumidor. Tudo é comercializado pela internet. O site, que entrou no ar em agosto de 2016, proporciona um delicioso passeio para os apreciadores dessa valiosa bebida de nossa Minas Gerais. O portal colocou à disposição um blog com notícias variadas, um glossário com os termos ligados ao segmento, dicas sobre a melhor forma de preparo, uma loja com vários itens que vão desde canecas e camisas até moedores e prensas. E ainda há vídeos que mostram a história do produtor e das propriedades onde o café é cultivado.

Mas, o destaque, é claro, são os kits de cafés especiais. A caixa pode ser montada com embalagens de 100 gramas ou 250 gramas, uma charmosa opção de presente. Os interessados em fazer um plano de assinatura recebem o kit em casa. As entregas são feitas em todo o Brasil.

Cinco marcas
Hoje, o Coffee & Joy oferece cinco marcas de cafés tipo arábica produzidos em quatro propriedades. Os empresários selecionaram cuidadosamente os produtores, observando a qualidade dos grãos e o método de produção. “Pretendemos levar para as pessoas um café especial, com origem e história e queremos que o produtor seja valorizado, perceba que seu café está sendo consumido por quem aprecia”, explica Débora.

Os empresários adquirem o grão verde e armazenam em micro lotes no Armazéns Gerais Padre Vitor, do pai de Sérgio, em Três Pontas. Lá é feita a torra artesanal. Conforme Débora, foram feitos vários testes para definir o perfil mais adequado de torra de acordo com o grão. Já em Belo Horizonte, o produto é embalado com informações como o nome da fazenda, a localização, a altitude, as notas sensoriais e aromáticas, o processo de produção e a variedade do grão.

Débora, que é filha de cafeicultor e tem no DNA a paixão pelo café, conta que o Coffee & Joy está cheio de planos. Os empreendedores pretendem transferir a torra para a capital, onde querem montar um espaço para receber pessoas interessadas em conversar sobre o tema e degustar cafés especiais. Outro projeto é investir no turismo vivencial, com roteiros de visitação nas propriedades do Sul de Minas para que o turista conheça o processo de produção e desfrute a experiência. “A nossa terra é abençoada, fértil e bonita. Tem que ser valorizada”, enfatiza Débora.

www.coffeeandjoy.com.br
Facebook: /coffeeandjoy
Instagram: @coffee_and_joy
Contato: (31) 2511-6941