Já imaginou um carro adaptado para carregar seu animalzinho de estimação, abastecido com mimos e guloseimas para os pets e ainda por cima climatizado? Pois eles existem! Os “táxi pets” são exclusivos para o transporte de passageiros do reino animal: uma mão na roda para o dono que não é motorizado ou está sem tempo para o deslocamento. 

Em Belo Horizonte, não faltam opções de serviço, inclusive recém-inauguradas. Há cerca de seis meses, a engenheira ambiental Fernanda Azevedo, de 26 anos, decidiu unir o útil ao agradável e investir no negócio. Inaugurou o Tia Fê, no bairro Santa Efigênia, na região Leste, que, dentre os serviços para cães e gatos, oferece o transporte com motorista particular. 

As viagens são feitas em caixas de transporte – para animais menores – ou no banco de trás do automóvel, onde os animais são presos ao cinto de segurança. O preço é calculado sobre o quilômetro rodado, que custa R$ 2,50.

“Não imponho condições de porte ou raça do animal, mas tudo é feito com a máxima segurança e sempre preservando o bem-estar deles”, reforça. Além de levar o bichinho a consultas veterinárias ou cirurgias, por exemplo, Fernanda espera até que o procedimento seja finalizado. O preço da hora parada gira em torno de R$ 15.

Uber para a bicharada

CHOFER RESPONSÁVEL – Pets maiores conduzidos por Fernanda usam cinto de segurança; os menores são levados em caixas de transporte

Interestadual

Oferecer um serviço VIP é também a aposta do Táxi do Pet, que percorre as ruas de BH sob a direção de Leila Ferreira, de 44 anos. Ela transporta cães, gatos e até aves. O serviço, 24 horas, tem sido tão demandado que um segundo veículo, conduzido por uma amiga dela, já foi colocado para rodar na capital.

Ao contrário dos serviços tradicionais, no Táxi do Pet os animais são acomodados em gaiolinhas almofadadas dispostas na carroceria de uma Fiorino. É possível levar o pet até para outro estado, desde que a viagem seja programada. 

"Tenho ar-condicionado e ofereço todo o conforto necessário, até ossinho e biscoitinho de brinde para os cães. No meu carro, eles são príncipes”, diz Leila, que antes de abrir o negócio fez treinamento em um hospital veterinário, onde aprendeu a manusear os animais e identificar possíveis doenças, e curso de adestramento e linguagem corporal dos cães.

Só bichanos

A farmacêutica Mariana Portugal também é motorista de pet, mas só de gatos. Proprietária da Anjos Felinos, ela pilota o táxi-cat, que leva bichanos de um lado para outro sem o estresse de uma viagem de carro convencional. Além de cobertas para os animais se refugiarem, as caixas de transporte são acolchoadas e o ambiente fica fresquinho o dia todo graças ao ar-condicionado. 

“Se busco após uma cirurgia, levo bolsa de água quente para que o gatinho fique aquecido e se sinta mais confortável”, acrescenta Mariana, que aproveita o conhecimento em aromaterapia para animais e musicoterapia para deixar o trajeto ainda mais agradável. 

Para ter na agenda:

Tia Fê – 98429-3825
Táxi do Pet – 99141-3531
Anjos Felinos – 98271-2174