Bíceps, tríceps, pernas, abdômen e... cérebro. Isso mesmo, cérebro! Mais do que passar horas e horas exercitando somente o corpo, é preciso malhar também a mente. Responsável pelo aprendizado, pela memória e concentração, o cérebro funciona como uma poupança: quanto mais cheio, mais “rico”. Para evitar atrofia ou pane, recorra o quanto antes à neuróbica. 

Criador do termo, o neurocientista norte-americano Lawrence Katz explica porque, apesar de não ser um músculo, o cérebro é, de certa forma, “elástico”. “Se você vai a pé ou de carro para o trabalho, sempre pelo mesmo caminho e todos os dias, usa os mesmos circuitos, e as ligações neurais entre as áreas necessárias para fazer esse percurso tornam-se fortes. Já as outras, com áreas que eram ativadas quando o caminho era novo, vão se tornando fracas à medida em que a viagem vira rotina”, descreve o pesquisador, no livro Mantenha o seu Cérebro Ativo.

A publicação é um bê-a-bá da atividade cerebral e da importância de mantermos a mente ativa. Explica não só como o principal órgão do nosso corpo trabalha, mas como nós podemos, diariamente, ajudá-lo a funcionar melhor.

Poupança

Professor livre docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o neurologista Renato Anghinah vai além. Mais do que incrementar a inteligência – afinal, quanto mais velho, mais sábio –, aumentar a reserva cognitiva, segundo ele, ajuda a proteger o cérebro de doenças neurológicas, como o Alzheimer. Ou seja, é bom sempre renovar os conhecimentos. 

“Sempre que aprendo uma coisa nova, os neurônios ramificam e há uma alteração proteica. Imagine isso no decorrer de uma vida? É como se fosse uma caderneta de poupança. Quanto maior a reserva, maior a proteção contra doenças que afetam sua parte cognitiva”, detalha.

Nem só de exercícios mirabolantes vive o cérebro. Ir ao cinema, ler, resolver palavras cruzadas, falar em público, contar piada. Tudo isso ajuda a hipertrofiar o órgão. Ficou animado? Confira 12 exercícios descomplicados para fazer todo dia. 

Vamos à neuróbica: ginástica cerebral - ARTE

Escolhas alimentares também previnem panes precoces

Ter atenção ao que se coloca no prato também é um exercício diário que colabora com a saúde do cérebro. Gorduras boas, ovos, frutas roxas e vermelhas e vitaminas do complexo B são os ingredientes que fazem a festa das células cerebrais.

Um dos mais importantes grupos têm relação direta com a constituição do órgão – 60% dele é formado por tecido gorduroso, explica a nutricionista funcional Letícia Soares, da clínica Attento, em BH. Daí a importância de manter o consumo de ômega 3, encontrado no salmão, na sardinha e na linhaça. “Ele compõe a membrana externa das células cerebrais, os neurônios, sendo essencial para a troca rápida de mensagens no cérebro”, detalha. 

O mesmo vale para os ovos. A colina, presente na gema, ajuda a sintetizar a acetilcolina, importante neurotransmissor responsável pela memória e cognição. A recomendação diária é uma unidade do ovo de galinha ou três de codorna. Os benefícios, garante a nutricionista, superam as dúvidas sobre o aumento do colesterol ruim.

Frutas vermelhas e arroxeadas, como amora e uva (o próprio vinho tinto), são antioxidantes e protegem o Sistema Nervoso Central do envelhecimento. Vitaminas do Complexo B, por sua vez, auxiliam no desenvolvimento dos neu-rônios. São encontradas no feijão, na lentilha, nos alimentos integrais e na carne vermelha.

RECEITA da nutricionista Letícia Soares:

Suco para melhorar a memória

Vamos à neuróbica: ginástica para o cérebro é importante para manter a mente ativa e saudável

Ingredientes:

1 xícara de morangos

1 xícara de mirtilos

2 colheres (sopa) de linhaça

360 ml de água

Mel a gosto

- Bata tudo no liquidicador e, se quier, coe. O suco deve ser tomado imediatamente ou congelado em forminhas de gelo para ser consumido depois sem perder as propriedades. Frutas vermelhas e roxas são ricas em antioxidantes e a linhaça, em ômega 3.

Saiba mais:

Entenda a denominação criada pelo pesquisador norte-americano Lawrence Katz

A neuróbica é uma síntese de novas e importantes informações sobre a organização do cérebro, como ele adquire e mantém informações, e como certas atividades cerebrais produzem os nutrientes naturais do cérebro. Esses avanços incluem:

1- O córtex cerebral, que é a sede do aprendizado e consiste em um número inesperadamente grande de áreas diferentes, cada uma especializada em receber, interpretar e armazenar as informações que vêm dos sentidos. O que você experimenta através dos sentidos não se concentra em uma única parte do cérebro.

2- As áreas do córtex cerebral são ligadas por centenas de circuitos neurais diferentes, capazes de armazenar memórias em combinações quase ilimitadas. Como o sistema é tão complexo e o número de combinações possíveis de circuitos cerebrais tão vasto, empregamos apenas uma pequena fração das combinações possíveis.

3- O cérebro tem uma profusão de moléculas específicas - as neurotrofinas - que são produzidas e segregadas pelas células nervosas para agirem como uma espécie de nutriente cerebral. São essas moléculas que promovem a saúde das células nervosas e das sinapses. 

4- A quantidade de neurotrofinas produzida pelas células nervosas - e a forma como as células nervosas reagem às neurotrofinas produzidas por outras células nervosas - é regulada pela própria atividade das células. Em outras palavras, quanto mais ativas as células do cérebro, mais produzem moléculas que estimulam seu crescimento e melhor reagem. 

5- Tipos específicos de estimulação sensorial, em particular as experiências fora da rotina, que produzem novos padrões de atividades nos circuitos nervosos, podem produzir quantidade maiores dessas moléculas que estimulam o crescimento. 

Aplicativos de celular que ajudam a exercitar a mente

- Luminosity
É um serviço de treinamento cerebral disponível para dispositivos Android e iOS e também em versão online. O  usuário pode fazer exercícios para melhorar memória, atenção, velocidade de raciocínio e capacidade de resolver problemas. Basta selecionar o que deseja exercitar e o programa cria uma série de exercícios com base nas escolhas. Os treinamentos, personalizados, não duram mais do que cinco minutos. 

- Flow Free: Bridges
É um game desenvolvido para Android, cuja proposta é oferecer 500 níveis para resolver os puzzles da série Flow Free. A ideia é conectar os tubos da mesma cor. Conforme o número de cores na tela aumenta, leva-se mais tempo também para advinhar como fazer as conexões. 

- TrainBrain
É um aplicativo para Windows Phone que ajuda a aprimorar o reflexo por meio de cálculos rápidos que são exigidos pelo game. Além de colocar uma parte específica do cérebro para funcionar, ajuda a tirar notas melhores em matemática.

- Fit Brains Trainer

É um programa de aptidão cerebral projetado cientificamente. Desenvolvimento por Paul Nussbaum, neuropsicólogo norte-americano, ele desafia o cérebro gradualmente. Segundo os criadores, ele pode trazer inúmeros benefícios, como melhorar a memória, estimular a concentração e a velocidade de raciocínio lógico. Disponível para iOS, Android e Windows Phone.

- Little Things Forever
Com o objetivo de encontrar detalhes em cenários amplos, o app, disponível para iOS e Android, propõe estimular foco, atenção e concentração de forma divertida. O raciocínio rápido também é impulsionado. A velocidade de execução das tarefas influencia, inclusive, na pontuação do usuário.