Uma discussão banal terminou em tragédia em Luislândia, no Norte de Minas. Lindomar Ribeiro Alves, de 40 anos, matou o avô, Martinho Ferreira Rosa, de 83 anos, a facadas por causa de cigarros. Os dois tinham feito uso de bebida alcoólica.

Segundo a Polícia Militar, na sexta-feira (2), por volta das 23h, os dois estavam em casa e começaram a discutir por conta de um cigarro e porque o avô não teria deixado o neto esquentar o jantar. 

Lindomar então pegou uma faca, tipo peixeira, e deu dois golpes no abdômen do idoso. O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas os médicos constataram a morte do homem no local.

Parentes contaram que eles tinham o hábito de beber juntos e que as discussões eram comuns, mas não imaginavam este desfecho.

O corpo do avô foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). O neto, que já tem passagens pela polícia por roubo, está preso em Januária, na mesma região. Ele foi autuado em flagrante por homicídio qualificado.