Advogado, fuja dos estereótipos!

Advogado Moderno / 22/06/2017 - 06h00

Olá amiga e amigo Advogado, tudo bem?

Escrevi esse artigo há um ano e resolvi ampliá-lo, como forma de destacar algo que me preocupa bastante em relação à nossa profissão: muitos estereótipos negativos atribuídos aos advogados são verdadeiros!

Seguem abaixo algumas das características que você deve evitar a todo custo para ser um advogado admirado, honesto e de sucesso:

Desrespeitoso: Independentemente do interlocutor e do contexto, seja sempre respeitoso. O advogado deve ser um conciliador e pacificador por natureza e, para isso, respeitar é fundamental. 

Ameaçador: Muitos advogados já iniciam a conversa com ameaças, pelo simples fato de supostamente conhecerem as leis. É ridículo, conhecer as leis não garantem a razão e não coloca ninguém em posição de superioridade. Ameaçar é feio e pode até virar uma conduta criminosa. Tome muito cuidado.

Prolixo: Prolixo é aquele que fala ou escreve usando mais palavras do que o necessário. Em tempos de Judiciário abarrotado, chega a ser cruel com os operadores da Justiça petições longas, com citações em latim, excesso de repetições e falta de objetivo. Se quer ser lido e compreendido, seja claro e sucinto.

Confuso: Advogado gosta de falar e de escrever difícil. Gosta de dar inúmeras voltas para chegar ao mesmo lugar. Estude bastante, se prepare e evite confusões.

Obscuro: A falta de transparência mina qualquer confiança nas relações. Deixe bem claro para seus clientes e operadores da Justiça quais são os seus objetivos e métodos de trabalho.

Desonesto: Sim, meus amigos, temos advogados desonestos. Muitos, até hoje, chegam ao absurdo de se apropriarem indevidamente dos valores que seus clientes têm a receber. Creio que não preciso tecer maiores comentários neste ponto. Se você não é honesto, não serve para a profissão. 

Indiferente: O problema do cliente é o seu problema, e não apenas o seu ganha-pão. Os servidores do Judiciário podem ser tão ou mais qualificados do que você e também merecem o seu respeito e atenção. Ouça e verdadeiramente escute, antes de começar a falar.

Esperto: Advogado bom é advogado esperto. Mentira. Advogado bom estuda bastante, se prepara e não precisa bancar o esperto para atingir os objetivos almejados.

Arrogante: O profissional do Direito não é melhor e nem mais preparado do que os outros profissionais. Conhecer as leis, usar roupas alinhadas, falar difícil, nada disso te faz uma pessoa melhor. Portanto, não seja arrogante em nenhuma situação.

Malandro: “Ô malandragem, dá um tempo”. Lugar de malandro, no Brasil que queremos ser, é na cadeia. 
A lista é imensa: astuto, presunçoso, metido, ardiloso, sagaz, frio, vaidoso, orgulhoso, pretensioso, esnobe, pedante, melindroso, enfim, eu poderia passar horas citando os inúmeros estereótipos negativos atribuídos aos advogados. E você, o que faz para evitá-los?

Abraços e até a próxima!

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários