Aprenda em três passos como reduzir os gastos do departamento jurídico

Advogado Moderno / 17/08/2017 - 06h00

Olá amiga e amigo advogado, tudo bem?

Boa parte do sucesso de uma empresa passa pelo controle e pela redução dos seus custos de operação. Se há um desequilíbrio nos gastos, o desenvolvimento dos negócios pode ficar prejudicado. No departamento jurídico, algumas medidas de fácil implantação podem ser fundamentais ao colocar as contas nos eixos. Por isso, confira três passos que farão a diferença na hora de fechar as contas:

Passo 1: Reduza custos com comunicação

Que tal substituir gastos com ligações telefônicas por sistemas como o Skype, Slack ou VOIPs, que permitem contato em tempo real com clientes e colaboradores de forma rápida, eficiente e barata? Essas ferramentas utilizam uma simples conexão com a internet, o que pode reduzir a quase zero a necessidade de uso das tradicionais linhas de telefone em seu departamento jurídico.

Passo 2: Reveja sua política de software

Uma considerável parte dos gastos assumidos por um departamento jurídico se destina às licenças de uso de softwares não livres, como editores de textos e programas de armazenamento de arquivos. Felizmente, existem opções similares no mercado de uso livre, ou seja, que dispensam o pagamento pela licença de uso.

É o caso de softwares como o LibreOffice, editor de textos que oferece recurso muito semelhantes às versões pagas do conhecido Microsoft Word, e do Dropbox, programa de armazenamento de dados em nuvens que permite, mediante pagamento de plano periódico, o armazenamento de grande volume de dados, que podem ser acessados por qualquer computador que utilize a conta detentora das informações.

Uma rápida auditoria com um especialista na área de Tecnologia da Informação pode, por meios desses programas, reduzir seus custos e aumentar a produtividade de seu departamento jurídico.

Passo 3: Contrate advogados correspondentes

Um dos grandes desafios dos departamentos jurídicos com relação ao corte de custos se encontra na necessidade de realização diária de diligências juntos a fóruns e cartórios judiciais das mais variadas localidades. O problema é que tal necessidade, inerente à atividade jurídica, causa um grande impacto nos custos dos departamentos e escritórios. Nesse cenário, a contratação do advogado correspondente se mostra como medida inteligente e eficaz para a redução de despesas.

Os correspondentes jurídicos são profissionais da área contratados por um escritório ou um departamento jurídico para realizar diligências em outras cidades e estados. Sua contratação é uma escolha inteligente que, além de reduzir os custos no cumprimento de diligências e atividades externas, traz ganho em rapidez e agilidade no cumprimento de atividades, independentemente da localidade em que ocorra a tramitação processual.

Abraços e até a próxima!

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários