Dicas para o advogado autônomo otimizar o seu controle financeiro

Advogado Moderno / 14/09/2017 - 06h00

Olá amiga e amigo advogado, tudo bem?

Quem atua como advogado autônomo, além de enfrentar uma concorrência acirrada no mercado de trabalho, também deve se preocupar com controle financeiro e com a correta aplicação dos recursos disponíveis a fim de garantir o seu sucesso profissional.

Com um controle eficaz, o advogado poderá balancear melhor seus custos com sua renda. É possível até mesmo conseguir destinar recursos para investir em sua carreira. Confira cinco dicas de controle financeiro para advogados autônomos para te ajudar a ter uma vida financeira mais equilibrada:

Planeje seu orçamento a longo prazo

Em primeiro lugar, é necessário separar seu orçamento e seus gastos de sua vida pessoal com os da profissional. Assim, você irá conseguir administrar ambas de forma mais eficiente e focada.

Feito isso, é preciso fazer um plano financeiro estratégico em que são estimadas as entradas e saídas de recursos ao longo de determinado período, e, com base nisso, são definidas as ações e medidas a serem adotadas.

Saiba precificar os serviços

É preciso levar em conta alguns critérios para conseguir uma precificação correta. Assim, devem ser considerados os custos diretos e indiretos, a complexidade do tema, a margem de lucro, bem como o tempo que será dedicado às tarefas. Também é válido realizar uma pesquisa de mercado, a fim de verificar a média de preços dos concorrentes.

Tenha mais controle sobre o faturamento e os custos

Aqui, as famosas planilhas de controle são fundamentais: com elas, você poderá listar e organizar todos os seus rendimentos, e compará-los com seus gastos. Com isso, você poderá possibilitar uma análise futura da sua real rentabilidade, e terá sobre ela um maior controle.

Evite a inadimplência dos clientes

A falta de pagamento dos honorários devidos pode comprometer o orçamento do profissional. Para evitar que os clientes fiquem inadimplentes, o advogado terá que tomar algumas precauções. Portanto, é preciso estabelecer uma relação de confiança com o cliente, conhecê-lo e registrar seus dados cadastrais. Nesse contexto, o contrato de honorários é indispensável e deve descrever o serviço jurídico a ser prestado e especificar a forma de pagamento, devendo sempre evitar os parcelamentos excessivos.

Faça relatórios de resultados

Os relatórios periódicos são essenciais para avaliar os resultados da atividade e, com isso, identificar falhas e acertos que irão nortear a tomada de decisões para o próximo período e, quem sabe, alterar o planejamento orçamentário. Através dos dados coletados no controle de faturamento e custos, é possível determinar a rentabilidade, o fluxo de clientes e a evolução profissional para, então, investir nos pontos certos e garantir um crescimento financeiro contínuo.

Abraços e até a próxima!

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários