O que é e o que faz uma empresa Legal Tech?

Advogado Moderno / 12/01/2017 - 06h03

Olá amiga e amigo Advogado, tudo bem?

Legal Tech ou Tecnologia Legal refere-se ao uso de tecnologia e softwares para fornecer serviços jurídicos. As empresas do setor geralmente são startups fundadas com o propósito de inovar o mercado, tradicionalmente conservador.

Atualmente, estão surgindo cada vez mais empresas com esse perfil, uma vez que existem inúmeras lacunas a serem preenchidas em uma área marcada pelo déficit tecnológico. Além disso, com a digitalização dos processos, as oportunidades se multiplicam.

A tecnologia desenvolvida por essas empresas geralmente está ligada à gestão dos escritórios, armazenamento de documentos, faturamento e contabilidade porém, não pára por aí. Todos os dias são lançadas novas startups que visam transformar o exercício da advocacia, fornecendo aos cidadãos acesso à softwares on-line que reduzem ou, em alguns casos, eliminam a necessidade de consultar um advogado, que conectam pessoas com advogados e que conectam advogados com outros colegas.

É importante observar que nos últimos 100 anos a experiência do cliente com a maioria dos escritórios de advocacia praticamente não mudou. Isso acontece, dentre outros motivos, porque a redução de custos não é uma preocupação para boa parte deles, uma vez que as despesas são repassadas para os contratantes. Além disso, muitos advogados e gestores de escritórios são avessos ao risco. As Faculdades de Direito não preparam o profissional para o mercado e por esse motivo poucos entendem de gestão, tecnologia e marketing. Para complicar ainda mais o cenário, a OAB não tem regras claras e modernas sobre a publicidade na advocacia: o temido e pouco compreendido Código de Ética da profissão.

Por outro lado, o desenvolvimento de recursos de comunicação e informação, faz com que cada vez mais clientes questionem os custos e coloquem  pressão sobre os advogados contratados. Para completar, a saturação do mercado está levando muitos advogados a procurarem maneiras inovadoras de competir. Ou seja, quem não aderir ao movimento tecnológico que estamos vivendo ficará obsoleto.

Pesquisas mostram que os investimentos em tecnologia legal são predominantemente focados nos Estados Unidos no entanto, há um crescimento significativo em todo o mundo, principalmente no Brasil.

Alguns exemplos de empresas inovadoras da área são o Dubbio (plataforma para o cidadão tirar dúvidas jurídicas consultando artigos e advogados online), o Juris Correspondente (plataforma que conecta advogados com outros colegas) e o Meu Vade Mecum Online (plataforma que compila e organiza as leis no ambiente online). Vale destacar que todas são empresas brasileiras e estabelecidas no San Pedro Valley, comunidade de startups de Belo Horizonte - MG, um grande pólo de tecnologia nos dias atuais.

Abraços e até a próxima!

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários