Cães x Foguetes: O que fazer nas festas de fim de ano?

Blog do Clube / 29/12/2016 - 12h38
Cachorro

Por Gabriela Fernandes – CRMV MG 9087

O fim de ano está chegando e é hora de comemorar. Todos em casa se preparam para o Reveillón, mas sempre bate aquela preocupação: “Meu cachorro tem medo de fogos! Ele treme e chora, tem tanto medo que até se machuca tentando se esconder”. Essa situação é mais comum do que você pode imaginar. E então, o que fazer? Como conseguir acalmar seu amiguinho e deixar esta época do ano menos traumática?

Primeiro, por que eles têm tanto medo dos fogos de artifício? A audição dos cães é bem mais sensível do que a nossa. O cão pode ouvir sons em frequência de 10 a 40.000 Hz, enquanto nós humanos ,temos uma frequênicia auditiva de 16 a 20.000 Hz. Além disso, eles conseguem identificar exatamente a direção do som em 6 milésimos de segundo e captam ruídos em uma distância muito maior do que os homens. Todos esses fatores contribuem para que a audição canina seja muito mais eficiente do que a nossa, fazendo com que os os cães consigam ouvir sons imperceptíveis ao ouvido humano.

Então, o que podemos fazer para amenizar este sofrimento? Como tornar esses sons menos aterrorizantes para os cãozinhos? Separamos aqui algumas dicas que servem para foguetes, chuvas e trovões:

1- “Acostume” o ouvido do seu cão. Faça um treinamento. Em dias tranquilos, coloque sons de fogos de artifício (se for medo de chuva, coloque sons de trovões) e faça brincadeiras e distrações, dê petiscos, torne o momento agradável. Vá aumentando o volume do som. Com o tempo o cão acostumará e não temerá os sons.
2 -No momento dos fogos ou chuva, feche as janelas a fim de diminuir o som e disfarce com uma música, televisão ou ventilador caso ele esteja acostumado.
3- Caso ele necessite se esconder, ele o fará sozinho. Certifique-se que ele não se machuque.
4- Verifique se os portões estão devidamente trancados para evitar uma fuga.
5- Florais são uma ótima opção. Porém, a terapia precisa ser inciada com antecedência para haver um bom resultado.
6- Colete calmante. No mercado podemos encontrar coletes que suavizam os sintomas do pânico. Para os que não podem adquirir o produto, há uma forma caseira de promover o bem-estar causado pelo colete, o “truque do pano”. O truque do pano consiste em atar  um pano ao redor do cão para estimular sua circulação sanguínea e reduzir a irritação. Anote como fazer: use uma faixa de tecido, pressione a faixa na altura do peito, cruze em cima e abaixo do dorso e finalize com um nó próximo à coluna.

Agora é só preparar o seu bichinho de estimação e curtir as festas de fim de ano.

(*) Gabriela Fernandes é veterinária da Dog´Space, parceiro do Clube do Assinante do Hoje em Dia. Clique aqui para ver estas e outras vantagens para assinantes do Hoje em Dia. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários