Vai impulsionar seus artigos jurídicos no Facebook? Saiba quanto custa

Direito Hoje / 15/02/2018 - 06h00

Tomaz Chaves (*)

Olá amiga e amigo advogado, tudo bem? Na semana passada, abordei os benefícios que você poderia colher ao criar anúncios pagos no Facebook e hoje, na terceira e última parte de nossa série de matérias especiais sobre a rede social, abordarei um tema que ainda gera muitas dúvidas em quem deseja fazer isso: quanto custa anunciar no Facebook.

Suponhamos que você seja um advogado especializado em Direito de Família que quer utilizar estratégias de marketing jurídico digital para atrair novos clientes e, portanto, já tenha criado uma página no Facebook. Assim, você publica um artigo sobre guarda dos filhos menores de idade e o posta na página de seu escritório. Porém, insatisfeito com o alcance apresentado, você decide impulsioná-lo. Mas quanto isso custará ao seu escritório?
A resposta é: você irá definir quanto gastar, porém, esta decisão impactará na quantidade de pessoas que seu anúncio atingirá.

O Facebook leva diversos fatores em consideração na hora de decidir o que irá aparecer na linha do tempo de seus usuários, tanto entre posts “comuns” quanto entre os patrocinados. A ideia é sempre levar o conteúdo certo para as pessoas, ou seja, exibir aos usuários aquilo que provavelmente gerará um engajamento maior por parte dele. Isso aumenta a satisfação do usuário com a rede social, levando-o a passar cada vez mais tempo nela. 
Além disso, ao calcular para quem seu anúncio será exibido, a rede social leva em consideração fatores como o orçamento que você determinou, por quanto tempo irá exibi-lo, o número de pessoas que você pode atingir, entre muitas outras coisas. Mas isso não significa que você precisará gastar horrores para que seu anúncio seja exibido! Basta planejá-lo de forma estratégica.

Utilizando a conta do Juris Correspondente no Facebook Ads, simulei a criação de um anúncio para o hipotético advogado especializado em Direito de Família dos parágrafos anteriores. Uma vez que o artigo abordava a guarda de menores de idade, determinei que o anúncio atingiria apenas usuários do Facebook residentes na região de Belo Horizonte (onde a sede do Juris se localiza), com filhos de até 18 anos e com o status de relacionamento como “Divorciado”, “Separado” ou “Solteiro”. Determinei que o orçamento do anúncio seria de R$ 40,00, e que ficaria no ar por um mês. Dessa forma, o Facebook pôde estimar que ele alcançaria de 76 a 300 pessoas por dia, de um potencial máximo de 15.000. 

Como você pode ver, anunciar no Facebook não lhe custará valores proibitivos se souber direcionar seus anúncios para as pessoas certas. Por apenas R$ 40,00, posso atingir até 15.000 pessoas - se 0,1% delas se lerem o artigo e se interessarem por meus serviços, já serão 15 possíveis clientes.

Por fim, é sempre importante reforçar que, em caso de dúvidas, sempre peça o auxílio de um profissional de marketing especializado em mídias digitais. E não se esqueça de cuidar para que seus anúncios não infrinjam o Código de Ética da OAB.
Abraços e até a próxima!

(*) Advogado e empreendedor mineiro. Fundador dos sites Juris e Dubbio

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários