SPFW também é lugar de marcas mineiras

Estilo em Dia / 20/03/2017 - 17h05
Jardin na SPFW

A 43ª edição da São Paulo Fashion Week recebeu, em seu último dia de desfiles, a apresentação das coleções de inverno das mineiras Jardin e Green Co, ambas marcas de Belo Horizonte.

As empresas foram selecionadas entre 70 marcas para participar da primeira edição do Top Five, do Sebrae e do Instituto Nacional de Moda e Design (In-Mod), um projeto com o objetivo de mapear, preparar e permitir a inserção dos pequenos negócios no mercado de alto valor agregado da moda.

A Jardin, lançada em 2010 pela estilista Bharbara Renault, apostou em geometria pura, trabalhando formas e contra-formas, elementos e linhas no desenho das peças. 

A estilista afirma que a experiência no Top Five foi decisiva para o posicionamento da marca no mercado. “Sempre me preocupei em inovar, mas os consultores fizeram com que eu buscasse diferenciais não apenas no desenho, mas também nos tecidos e nas técnicas”, conta Bharbara. “Aumentei a variedade do meu mix, a quantidade de estampas e lancei, no final do ano passado, uma loja pop up no Pátio Savassi”, relata.

Já a Green Co., marca referência no país em sustentabilidade, propõe uma forma descolada e engajada de pensar o vestuário, desenvolvendo produtos de maneira 100% ecologicamente correta.
  
Para Cassius Pereira, fundador e CEO da Green Co., o momento é um grato reconhecimento nacional de um trabalho que vem sendo feito há anos. "Integrar o line up do SPFW mostra, também, o amadurecimento do mercado em compreender que é possível e urgente produzir em escala industrial agregando valor e design, e impactando minimamente o meio ambiente", diz.
 
Apresentando peças atemporais, pontuadas pelo minimalismo, com matérias-primas orgânicas, naturais e recicladas, a marca revela um estilo contemporâneo e tecnológico.

Veja abaixo algumas peças das duas grifes mineiras:

Green Co.

 

Green Co na SPFW

Jardin

Jardin na SPFW
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários