Franquias são boas opção

Opinião / 06/12/2017 - 06h00

Aroldo Rodrigues*

O mercado de franquias está em franca expansão. Em 2016 cresceu 8,3%, sendo que segmentos específicos tiveram desempenho ainda melhor, como é o caso do setor de Saúde, Beleza e Bem-Estar, que registrou alta de 15,5% e Serviços Automotivos com 11,6%. Uma empresa na modalidade de franquia proporciona ao seu franqueado ser dono de um negócio já testado, com métricas bem definidas e com um posicionamento de mercado consolidado. 

Além disso, a operação em rede acarreta muitos benefícios ao franqueado, principalmente no ganho de competitividade, obtenção de melhores negociações com fornecedores e publicidade rateada são alguns dos exemplos de ganhos competitivos que se tem ao pertencer a uma rede.

Um candidato a franqueado deve estar atento a algumas peculiaridades que esta modalidade de negócio impõe. Justamente por ser rede e obedecer um padrão de operações e qualidade, o franqueado não tem autonomia para executar mudanças significativas no negócio. Ainda que algumas redes tenham produtos específicos respeitando as características regionais, os procedimentos devem ser padronizados. 

Outro ponto que um candidato a dono de franquia deve prestar atenção são com as marcas de franquias que são oferecidas. Como ocorre em qualquer ramo, muitas pessoas aproveitam a boa reputação do sistema de franquias para lançar no mercado marcas e negócios ainda não maturados. Quem compra um negócio nesses moldes está servindo de “cobaia” para o franqueador, visto que as métricas, estratégias e posicionamentos ainda não foram validados, representando um grande risco de insucesso no empreendimento.

Ainda que o negócio seja comprovadamente testado e tenha sucesso comprovado, o comprador de uma franquia tem que analisar muito bem os números apresentados. Como em qualquer negócio, o franqueador tem metas de vendas de unidades e utiliza todas as informações a seu favor para atingi-las. Os prazos de retorno muitas vezes são calculados a partir de projeções extremamente otimistas e com custos subdimensionados. Faça uma análise criteriosa do plano de negócios, cuidado é fundamental para entrar no mercado com grandes chances de obter sucesso.

(*) Economista

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários