O que faz um presidente de empresa

Opinião / 03/10/2017 - 06h00

Mauro Condé*

Segunda-feira, 9 horas da manhã.

Celso entra pelo auditório aplaudido por um grupo seleto de pessoas, entre elas, os donos da empresa, alguns dos maiores acionistas, vários clientes e fornecedores, todos os colaboradores, além de alguns repórteres da imprensa especializada em negócios.

Ele sobe ao palco para fazer seu primeiro pronunciamento como novo Presidente Executivo da Companhia.
Após os cumprimentos, ele aborda de forma resumida os principais pontos da Estratégia que vai implantar durante sua gestão e seu período de Liderança na empresa:

Ele diz que como CEO será o guardião do caixa e principal responsável pela geração de lucro da empresa. 
Diz que o sucesso do seu trabalho será medido pelo percentual de retorno que a empresa gerará para seus donos e acionistas, prometendo se esforçar para que este retorno pelo investimento na empresa supere todo e qualquer alternativa de retorno gerada pelo mesmo dinheiro aplicado em alguma alternativa de investimento do mercado financeiro. 

Entre suas maiores metas ele diz que perseguirá incansavelmente: Maior Crescimento, Maior Retorno Para os Donos e Acionistas, Caixa Positivo, Melhor Giro e Margem de Lucro maior (Aumento das Receitas e Redução dos Custos e Despesas ao mesmo tempo).

Diz que a empresa buscará a geração de Resultados Financeiros e Operacionais consistentes, trabalhando orientada de maneira obsessiva para a superação das expectativas dos Clientes e dos Colaboradores, pois são colaboradores satisfeitos que proporcionam experiências positivas para gerar clientes satisfeitos e leais.

E fecha sua apresentação dizendo que transformará a gestão da empresa numa gestão de nível classe mundial, cuidando do aspecto mais importante para a garantia dos resultados prometidos:

A Gestão da Qualidade e dos Processos Operacionais, pois descobriu através de anos de prática empresarial que os processos operacionais ineficazes, ineficientes e sem qualidade são os maiores causadores das insatisfações e frustrações dos clientes, que por tabela geram as insatisfações e frustrações dos colaboradores, fazendo a empresa perder clientes e colaboradores importantes e destruindo valor através da obtenção de resultados bem abaixo das expectativas.
“Esta será a minha grande missão como novo presidente da empresa”, conclui Celso, aplaudido de pé pela platéia.

(*) Palestrante, consultor e fundador do Blog do Maluco

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários