O tempo em favor da mulher

Opinião / 03/08/2018 - 06h00

 Gisele Damazio*

Cada vez mais as responsabilidades aumentam e as horas diminuem. A gestão do tempo afeta a vida pessoal e profissional. Afinal, é preciso conciliar os trabalhos em casa com a vida profissional. Tal sobrecarga é comprovada pelos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2016. O estudo mostra que mais de 80% (cerca de 135,5 milhões de pessoas) dos brasileiros fazem algum tipo de tarefa doméstica. Portanto, elas ainda são mais sobrecarregadas. 

A média de horas dedicadas ao serviço doméstico no Brasil era de 16,7 horas, porém as mulheres trabalhavam em casa 20,9 horas semanais, em média, o dobro do que os homens, com apenas 11,1 horas.

Então, como a mulher pode coordenar cada minuto do seu dia para que consiga se equilibrar e encaixar todas as tarefas? Ainda mais nos novos tempos, em que estímulos insistem em “roubar” a atenção, como e-mails, celular e redes sociais etc. Além disso, a auto cobrança para dar conta de tudo.

No ambiente corporativo não é diferente. Quando “colocamos uma “lupa” nos líderes, percebemos que eles lidam com diversas tarefas que devem ser realizadas sob sua gestão. E o desafio é ainda maior para as mulheres com cargos de liderança que possuem diversos papéis .

A solução? Definir uma estratégia de trabalho que englobe a gestão, delegação, acompanhamento e desenvolvimento de equipes. Outras medidas também podem ajudar como planejar e organizar a agenda para garantir o cumprimento dos compromissos pela priorização das atividades. Pedir ajuda e delegar tarefas a quem confia é imprescindível. É importante permitir-se também ir ao médico, à reunião da escola do seu filho (a), estar presente na família, que não pode ser esquecida em função do trabalho.

Ao contrário dos homens, as mulheres têm mais tendência a dizer sim. Mudar o comportamento e aprender a colocar limites é importante para gerir melhor o tempo. Ser objetiva e ter foco também. Vale ainda ter sempre em mente o que é importante e se auto-avaliar para melhorar sempre. Enfim, para a mulher fazer a gestão do tempo, é preciso ser a líder da sua vida, ou seja, ter a rédea em sua mão para perceber e garantir que existe tempo para tudo, basta determinação, foco e perseverança.


*Coach e consultora de RH e membro do Grupo Nikaia
 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários