Seja devoto de São MacGyver

Opinião / 10/10/2017 - 06h00

Mauro Condé*

São MacGyver é um santo fictício criado pela minha imaginação para proteger e inspirar as pessoas que precisam de proteção e ajuda em momentos de adversidade na vida. MacGyver foi o personagem de um famoso seriado dos anos 80, recentemente refilmado e apresentado na TV.

Engenhoso, capaz de enfrentar grandes desafios mentais, enormes obstáculos e dificuldades, ele sempre conseguiu resolver os problemas mais difíceis utilizando soluções absurdamente simples, tendo como principais armas a sua incrível inteligência, perspicácia, criatividade e um vastíssimo conhecimento geral banhado a uma enorme curiosidade.
Entre suas maiores façanhas estão:

Desarmar um perigoso míssil usando clips de prender papel e cadarços do seu sapato.

Detectar a presença de raio laser no escuro usando fumaça de cigarro.

Deter um vazamento de ácido com chocolate (combinando lactose com sacarose para formar carbono).

Construir bombas de gás lacrimogêneo a partir de bambus cheios de arroz e cinzas.

Montar um periscópio a partir de um estojo de maquiagem de pó compacto de uma amiga.

Criar explosivo com celulose de bananeira, ácido e nitrato de fertilizantes.

Abrir a fechadura de um freezer usando uma barra de gelo derretida por uma lâmpada.

Causar um falso incêndio em um prédio do FBI, usando gelo seco, refrigerantes e pastilhas efervescentes.

Derrubar inimigos espalhando óleo de cozinha pelo chão.

Criar um imã temporário batendo a ponta de uma barra de ferro em um hidrante.

Usar vinagre com fermento para cegar laser.

Desarmar bombas com ferramentas improvisadas num consultório odontológico (combinando limpa forno, leite e gás neon)
Causar uma explosão através da fusão de veneno de rato, sabão em pó e limpa ladrilho sob fluxo de gás de cozinha.

Criar um balão sinalizador com bola de futebol, azeite, jornal e algodão.

Sabotar o carro de uma quadrilha perigosa inserindo batatas no cano de descarga.

Reconstruir digitais apenas usando tinta raspada da parede depositada em cima de uma jaqueta usada.

Improvisar uma sirene combinando um pente de cabelo com papel laminado.

Arrombar uma porta com uma velha mangueira de incêndio presa à porta de um elevador em movimento.

Construir um estilingue esticando uma câmera de uma bicicleta velha nas extremidades do seu guidão.
Na hora do aperto e da dificuldade, inspire-se em São MacGyver, simplesmente apelando para o máximo do seu próprio bom senso.

(*) Palestrante, Consultor e Fundador do Blog do Maluco

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários