Anastasia pode entrar na corrida pelo governo de Minas

Amália Goulart / 27/09/2017 - 06h00

O PSDB mineiro e legendas aliadas, como PPS, DEM e outras, estão entusiasmadas com a possibilidade de o senador tucano Antonio Anastasia entrar na disputa pelo Palácio da Liberdade. O frisson ganhou os partidos na última semana, quando, conforme interlocutores, o senador sinalizou que pode mudar de ideia. É que Anastasia estava irredutível. Não queria concorrer ao governo mineiro. Ainda restam a ele mais quatro anos de mandato de senador.

Porém, após muita pressão, pedidos de lideranças e a possibilidade de recuperar o Executivo estadual, o senador teria dado sinais de que irá repensar. O mais claro deles é um vídeo que gravou na última semana (daí o frisson) em que convida prefeitos, vices, vereadores e lideranças políticas para um encontro do qual ele é um dos organizadores. O evento ocorrerá em Contagem, terra governada pelo prefeito Alex de Freitas (PSDB), que venceu o PCdoB com apoio de Anastasia. Alex é a liderança regional mais promissora do partido. Até a escolha do local para a realização do evento é emblemático. 

“Estou convidando você caro correligionário, membro do PSDB, ou dos nossos partidos aliados em Minas Gerais, para um grande encontro político que teremos”, disse Anastasia no vídeo. “Queria convidá-los e dizer da importância da sua presença, prefeito municipal, vice-prefeito, vereador, liderança política, todos nós, do PSDB, Democratas, PP, PPS, PTB, todos os partidos que compõem nossa base de apoio, para conversarmos muito, aprendermos com experiências exitosas de outros municípios e também discutirmos o futuro do nosso Brasil”, diz Anastasia no vídeo, distribuído para essas mesmas lideranças citadas por ele. 

Aliados disseram que o senador quer “sentir o clima dos prefeitos” para que possa tomar a decisão. O encontro será realizado na próxima segunda-feira, às 13h, em Contagem. Deve contar com grande adesão, o que reforça a pressão para que o senador entre na disputa. Internamente, a avaliação de tucanos é a de que Anastasia é o melhor quadro para tentar desbancar o governador Fernando Pimentel (PT), que tentará a reeleição. Lideranças do PT tem avaliação semelhante. Acreditam que o pior adversário é Anastasia. 

Caso o tucano decida, de fato, concorrer ao Palácio da Liberdade, o quadro eleitoral sofrerá alteração substancial.



Confira o vídeo:
 



Oficialmente, o senador nega a intenção em entrar na disputa.  "O senador Anastasia continua com a mesma posição de não concorrer nas eleições do ano que vem. Apesar disso, continua e continuará dialogando com deputados, prefeitos, vereadores e lideranças políticas (daí a importância desse evento na próxima segunda) para que o grupo político ao qual pertence possa identificar um bom nome para concorrer ao Governo", informou a asessoria. 

 

Aposentados

O governo estadual não tinha liberado, até o início da noite de ontem, o pagamento da segunda parcela dos salários dos aposentados. Eles reclamam da falta de assistência. A terceira parcela dos vencimentos teria que ser depositada hoje. 

Insatisfação

A insatisfação ganha corpo no funcionalismo público estadual. Além do parcelamento e atraso nos salários, a Polícia Civil reclama da estrutura aquém da desejada. Em audiência pública na Assembleia Legislativa, representantes de sindicatos e associações de policiais informaram que chega a 47% o déficit no efetivo da Polícia Civil. 

Insatisfação 2

O presidente da Associação Mineira de Municípios, Julvan Lacerda, também anda às turras com os repasses estaduais. Ele aponta atrasos constantes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários