Prefeitura de BH prevê desconto de 7% em IPTU até 2020

Amália Goulart / 29/08/2017 - 06h00

A Prefeitura de Belo Horizonte prevê dar desconto de 7% para quem antecipar o pagamento de parcelas do IPTU em 2018, quando forem lançadas as guias de recolhimento do imposto, no ano que vem. O percentual de desconto será o mesmo ano a ano até 2020. É o que revela documento encaminhado à Câmara Municipal em resposta ao questionamento do vereador Gabriel Azevedo (PHS) sobre a renúncia de receitas da PBH com o IPTU. 

O ofício é assinado pelo gerente técnico-consultivo, Felipe Prates Rozenberg, e pelo secretário adjunto de Arrecadações, Eugênio Eustáquio Veloso. Com o desconto de 7%, a renúncia fiscal deste ano chegou a R$  47,9 milhões. Levando em consideração o índice inflacionário, a prefeitura acredita que o valor chegará a R$ 54 milhões em 2020. <EM>

Lula X Moro

Embalado pela caravana ao Nordeste, o ex-presidente Lula (PT) surfa em popularidade na região, enquanto o seu principal algoz, o juiz Sérgio Moro, mantém boa avaliação, mas em queda na região. 

Apesar de ser desde abril de 2016 a personalidade mais bem avaliada na pesquisa Barômetro Político Ipsos, realizada mensalmente, o juiz registrou em agosto o maior revês de desaprovação à sua atuação. A rejeição ao desempenho do magistrado avançou nove pontos percentuais (de 28% para 37%) entre julho e agosto. O indicador de pessoas favoráveis a Moro também recuou nove pontos percentuais (de 64% para os atuais 55%).

O levantamento revela ainda que o juiz que lidera a operação Lava Jato teve maior crescimento de rejeição nas regiões Nordeste (de 34% para 55%) e Norte (de 21% para 40%). E pela primeira vez na série histórica a desaprovação é maior do que a aprovação ao analisar apenas os entrevistados das classes D e E (39% de aprovação contra 47% de desaprovação), avançando 18 pontos percentuais no período.

Lula tem o seu maior índice de aprovação na região Nordeste do país (57%) e entre os entrevistados das classes D e E (48%).

Rejeitados

A pesquisa ainda avaliou o índice de desaprovação do atual e de ex-presidentes do Brasil. Michel Temer continua sendo o mais rejeitado com 93%, seguido por Dilma Rousseff (79%) e FHC (79%), e Luiz Inácio Lula da Silva (66%).
Analisando os números de políticos que já se candidataram à presidência, Aécio Neves se destaca, negativamente, com maior taxa de desaprovação (91%). Na sequência, estão os também tucanos José Serra (82%) e Geraldo Alckmin (73%). Marina Silva, da REDE, acumula índice de rejeição de 65%, enquanto Ciro Gomes (PDT) tem 63%.
Por outro lado, o estudo revela que as personalidades mais bem avaliadas, além do juiz Sérgio Moro (55%), são Joaquim Barbosa (47%), Luciano Huck (44%) e Lula (32%).

Clube de benefícios

O presidente do Sindicato das Sociedades de Advogados no Estado de Minas Gerais (Sinsamig), o advogado Tito Lívio de Figueiredo, lançará hoje, na sede da Mapfre, o clube de benefícios Vantaggio Club. O clube trará produtos e serviços de apoio pessoal e profissional às sociedades de advogados de Minas Gerais.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários