Confesso que adorei

Postado em 01/11/2017 06h00
Não sem razão, Juca Kfouri costuma dizer que Tostão é o melhor colunista de futebol do Brasil. Entre outros motivos, pelo texto tão minimalista quanto envolvente. A modéstia de Juca o impede de colocar-se como referência em qualquer coisa. Eu diria, porém, não só que ele se posiciona num empate...

Políticos x Cartolas. Torcedores cegos x Eleitores fanáticos

Postado em 25/10/2017 17h21
Ver muitos veículos da chamada grande mídia batendo em Nuzman, agora, só agora, com ares de “independência”, de “jornalismo coragem”, após anos de omissão e/ou oba-oba, me lembra das manchetes em que várias destas mesmas empresas, hoje, só hoje, criticam Aécio – somente quando a casa caiu de uma...

Jornalismo – quase – moribundo

Postado em 11/10/2017 11h30
Enquanto jornalista que trabalha com opinião, talvez a angústia mais forte e frequente que vivo é: saber que um dirigente, um político, um companheiro de profissão – há misturas inacreditáveis entre dois ou todos esses itens – é completamente corrupto, um crápula, mas, por não ter provas materiais...

Uma virtude de Oswaldo de Oliveira

Postado em 04/10/2017 06h00
Oswaldo de Oliveira, desde quando despontou no Corinthians, conserva uma característica que, em geral, vejo como uma virtude: procura normalmente reunir entre os titulares, do meio para frente, o maior número possível de atletas talentosos, habilidosos. Ainda que, teoricamente, aspectos como a...

Cruzeiro x Flamengo: qualidades e probabilidades

Postado em 27/09/2017 13h20
A temporada do Cruzeiro não tem sido pautada pela uniformidade no que se refere ao que se enxerga como a característica mais marcante do time – isto é: ela não foi sempre a mesma. Defeitos e virtudes não deram as caras de modo tão longínquo e imutável, pouco afeito a oscilações, ao longo do ano, até...

Futebol brasileiro, um antro de desonestidade

Postado em 20/09/2017 13h40
Vendo toda a repercussão do gol irregular feito por Jô fica claro que boa parte da comunidade do futebol pouco apreendeu uma verdade tão cristalina quanto longeva: o esporte bretão no Brasil há muito é completamente impregnado, já institucionalizou um leque infinito de condutas censuráveis – que...

Queremos raça

Postado em 30/08/2017 12h58
Quando se pede “raça” nos estádios brasileiros; quando o cântico “time sem vergonha” ecoa nas nossas arenas, muita gente do futebol, já calejada com relação aos códigos, signos e costumes do meio sabe que, no fundo, as massas estão simplesmente reclamando do time. Talvez sem alvo específico no que...

Cruzeiro e Grêmio: teoria, prática, oportunismo e clichês

Postado em 23/08/2017 11h08
Um francês e um inglês aguardam ansiosamente para ver se uma nova máquina vai funcionar. É o primeiro teste. Mistério. A engenhoca não desaponta a dupla de cientistas. O britânico comemora a utilidade prática, a fruição perfeita da sua invenção. O gaulês, reticente, pergunta: “funciona na...

Neymar, ambição e individualismo

Postado em 16/08/2017 06h00
Dentro da total overdose de cobertura do “caso Neymar” nas últimas semanas, um dos vieses de análise mais constantes que vi na imprensa passou pelo seguinte: a escolha do jogador por trocar um lugar onde potencialmente sua perspectiva coletiva era mais promissora, por outro no qual seu protagonismo...

Galo, imprensa, oportunismo e injustiça

Postado em 09/08/2017 06h00
Muitas das críticas feitas ao “planejamento” e à diretoria têm sido exageradas, oportunistas. Populismo... Se pegarmos o que esmagadora maioria da imprensa disse a respeito do atual elenco do Atlético em boa parte do ano, e o novo discurso de muitas dessas mesmas pessoas a partir de um período mais...

Fazendo justiça com Mano Menezes

Postado em 02/08/2017 06h00
Todo sistema tático tem, no papel, suas falhas. Pontos em que, comparativamente, teoricamente, perde em relação a outros. O 4-4-2 com losango no meio, por exemplo, peca por não oferecer duas peças de lado ao desenho inicial. Já o 4-2-3-1, na prancheta e/ou na prática, tem chances maiores de...

Sinal da nossa limitação?

Postado em 26/07/2017 06h02
Todo mundo sabe: destruir é mais fácil que construir. Inclusive no futebol. A quase dinastia do Barcelona de Guardiola, e da seleção espanhola entre 2008 e 2012, fez da valorização da posse um paradigma. A passagem do treinador catalão pelo Bayern, e o fato de este último ter sido, em diversos...