Batalha do ensino

Coluna Esplanada / 10/09/2017 - 12h00


As bancadas cristãs do Congresso Nacional (católica e evangélica), com mais de 100 deputados, conseguiram duas vagas no Fórum Nacional de Educação, tradicionalmente dominados por partidos da esquerda desde o Governo Lula da Silva. Os conservadores consideram uma vitória no ‘jogo pela condução dos rumos da educação’. Foi dali que surgiu o polêmico – e enterrado por ora – projeto do ‘kit gay’ na educação básica, com livros sobre a orientação sexual das crianças, na gestão de Fernando Haddad. 

No lixo

À época da polêmica, a bancada evangélica entrou em peso no gabinete da presidente Dilma Rousseff, e ela determinou ao Ministério da Educação o recuo do projeto.  

Prós e contras 

Para os defensores do ‘kit gay’, era questão de conscientização e respeito. Para os críticos, que conseguiram enterrar o projeto, tratava-se de direcionamento de perfis. 

Turma da algema

Houve uma sessão especial do filme “Polícia Federal – A Lei é para todos” apenas para empresários e políticos convidados, no Iguatemi de Brasília, na quinta-feira.  

Fala, povo!

Com a falta de servidores e recuo na fiscalização in loco das prefeituras, o Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União criou um serviço gratuito de Ouvidoria para que prefeituras abram canal com os cidadãos, para sugestões e denúncias: Sistema Informatizado de Ouvidorias dos Entes Federados (e-Ouv Municípios).

Vaquejada na arena...

Em meio à polêmica judicial sobre o tema, neste ano a tradicional vaquejada de Serrinha (BA) acontece como prova oficializada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), o que impõe aos competidores regras rígidas com relação ao bom trato dado aos animais. 

...e na pauta 

A associação defende no Supremo Tribunal Federal que o esporte é a melhor forma de combater os maus tratos e, por isso, trabalha também pela aprovação do projeto de lei que regulamenta o tratamento adequado aos animais.

La Vue 

O La Vue tornou-se um belo prédio fantasma, em área nobre de Salvador, com a obra parada. É o edifício que ‘derrubou’ Geddel Lima do cargo, e onde teria apartamentos. 

Maldade na web

É falso um áudio que viralizou pelo Whatsapp na sexta, no qual um homem com voz similar à de Lula da Silva desanca Palocci ao telefone com interlocutor.   

É campanha

Com o Itamaraty nas mãos do grupo do tucano José Serra – que não deixa de ser um homem de esquerda, mas no PSDB – a turma do PT que já dominou o MRE faz ofensiva discreta para exaltar a figura de Lula da Silva e o que ele já fez pela turma. 

Em defesa 

Entre os ‘embaixadores’ de Lula dentro do Itamaraty estão Celso Amorim e Samuel Pinheiro Guimarães. “Confio que a Justiça, afinal, prevalecerá e que Lula poderá seguir conduzindo o Brasil no rumo de uma sociedade menos desigual”, tem dito Amorim. 

Segue a piada

De Roberto Jefferson, perdoado no Mensalão, que hoje manda no Ministério do Trabalho: “Lula disse para Geddel, seu ministro: ‘Você foi um cumpridor de tarefas extraordinário’. Com certeza que sim. E foi bem remunerado para isso”.

Dia de Responsa 

A turma da Ambev que vai às ruas do Rio orientar vendedores e consumidores dia 15, no Dia de Responsa, também sai em São Paulo, Brasília e outras capitais. No Rio há 67 mil pontos de venda.  Em SP, são 9.288 funcionários e 172.641 pontos de venda. Já em Brasília são 450 colaboradores e mais de 9 mil pontos de venda.

Ponto Final

“A generosidade causaria surpresa se não soubéssemos a verdadeira razão: garantir votos na Câmara para salvar Temer”.
Do deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), sobre a previsão de R$ 888,7 milhões do Orçamento para o fundo partidário em 2018 - ano eleitoral.

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários