Maia candidato

Coluna Esplanada / 06/03/2018 - 12h00

Presidente da Câmara Federal num cenário inimaginável há um ano, o deputado Rodrigo Maia (DEM) dará outro salto. Vai mesmo se lançar na disputa pelo Palácio do Planalto, mas não quer ser o candidato do governo de Michel Temer. Terá o aval do Palácio por ora, mas um projeto discreto. A interlocutores próximos, Maia justifica a candidatura como uma terceira via. Na sua visão, não há hoje um candidato do centro, apenas de esquerda – Ciro (PDT), Jaques Wagner (PT) – ou direita, como Alckmin (PSDB) e Bolsonaro (PSL). E nenhum deles com apoio da máquina governista.

Proteção 
A pré-candidatura de Maia também é uma tentativa de fortalecer o DEM, seu partido, que vem definhando desde que se chamava PFL.

Na praça 
O DEM já tem pré-candidatos a governos de estado fortes, como Alberto Fraga no Distrito Federal, ACM Neto na Bahia e Ronaldo Caiado em Goiás. 

Cautela é pouco 
Alexandre Frota estreou ontem em reunião da executiva do Patriota em Brasília. Mas houve deputado e militante que preferiu evitar foto (na frente e ao lado) do ator pornô.

No hangar 
Ex-ministro da Aviação Civil de Dilma, apadrinhado pelo amigo então vice-presidente Michel Temer, o deputado Mauro Lopes (MDB-MG) foi chamado ao Palácio na quarta na véspera da denúncia em que o presidente foi incluído no inquérito sobre suposta propina na pasta, paga pela Odebrecht. A reunião de Temer e Lopes durou uma hora. 

Batom & coldre
O novo diretor-geral da Polícia Federal, delegado Rogério Galloro, vai manter os poucos superintendentes regionais nomeados pelo antecessor Fernando Segovia. Mas como convocou para diretores os delegados do DF e Ceará, deve nomear como substitutas nestas praças as delegadas Fernanda Costa e Vanessa Leite.

Que exemplo!?
Apesar de parecer da AGU contrário à contratação da empresa Cebraspe/UnB pelo Ministério da Educação, a Ebserh, estatal vinculada ao MEC, vai contratar a Cebraspe sem licitação para elaboração e execução de concurso no valor de R$2,26 milhões. O extrato de dispensa 4/2018, de posse da Coluna, saiu no Diário Oficial da União.


Consulta rápida 
No esforço de revigorar suas atividades e fazer caixa, os Correios fecharam com a Serasa serviço de consultas de situação de CPF e CNPJ, inclusive de terceiros.

Selva!
Com as bênçãos de Jair Bolsonaro, o general da reserva Paulo Chagas deixou o PRP e vai se filiar ao PSL. Disputará o governo do Distrito Federal como candidato do presidenciável em Brasília. 

Tamanho do rombo
O Brasil perde R$ 146,3 bilhões em sonegação e mercado ilegal de produtos como vestuário, cigarros (R$ 16 bilhões), medicamentos (R$ 10 bilhões), óculos, software (R$ 6,1 bilhões), combustíveis (R$ 6 bilhões) e outros, levantou o FNCP - Fórum Nacional Contra a Pirataria. 

Que bagulho é esse?
Continua polêmica a reunião do CONAD. Após assistentes sociais deixarem a mesa na presença do ministro Osmar Terra, o Conselho federal da OAB, em nota, desautorizou seus representantes a endossarem o novo texto da política nacional antidrogas, na qual o governo não vai apoiar projetos de legalização nem para tratamento de saúde.

Contenção
Prefeitos que visitam a Câmara Federal atrás de emendas passam raiva na ala dos elevadores, com longas filas para acessar alguns dos 10 andares do Anexo IV. A Primeira-Secretaria da Casa retirou os ascensoristas que controlavam o fluxo.

Poder da fake 
O deputado Cabo Júlio (MDB-MG) vai usar a tribuna da Assembleia de Minas hoje por força da Justiça para se desculpar com a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). Em novembro de 2016, ele a chamou de “vaca” após ter acreditado em uma fake news. 

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários