Governo Temer em processo de SFMO

Editorial / 07/07/2017 - 06h00

A Síndrome da Disfunção Múltipla de Órgãos (SFMO), mais conhecida como falência múltipla, é o processo de deterioração de dois ou mais órgãos do corpo humano, desencadeado geralmente por algum fator externo, como politraumatismo, infecções graves ou lesões pulmonares mais profundas. Em resumo, no SFMO várias partes do nosso corpo entram, gradativamente, em desequilíbrio, levando o paciente à morte. 

Podemos fazer hoje um paralelo com o governo de Michel Temer. Com um início conturbado, a gestão até se manteve por algum tempo com alguma saúde, mas foi colecionando problemas com o passar dos meses, como envolvimento de integrantes da cúpula do governo em casos de corrupção, prisão de assessores próximos ao comandante do Executivo, base política frágil na Câmara e queda de receita devido à crise. 

Desde o começo do ano, o governo não fez outra coisa do que tentar tratar os vários ferimentos que sofre. Quando o sangue de um buraco é estancado, logo se descobre outro, às vezes até maior. Não há corpo, e governo, que consiga resistir saudável a essa série de intervenções. 

A escolha mais recente de Michel Temer foi prestigiar órgãos vitais para que seu governo continue vivo. O apoio da Câmara dos Deputados é um deles. Por isso, conforme revelamos hoje, há uma distribuição generosa de recursos para emendas para a base aliada fazer política em suas regiões. A justificativa é clara, pois, hoje, são os parlamentares que têm nas mãos o futuro do presidente da República. 

Órgãos como Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e, agora, o DNIT,  não ameaçam neste momento Temer e, por isso, estão sendo deixados de lado, sem recursos e com poucas alternativas se não reduzir o atendimento ao público. O prejuízo à população é mero detalhe em toda essa engenharia política tipicamente brasileira. 

Mas assim como ocorre na medicina, um dia, o mau funcionamento dos órgãos não tão importantes acaba influenciando os vitais, e o corpo entra em desequilíbrio praticamente irreversível. Se não se sabe quando ainda, é possível prever que esse governo acabará em SFMO. 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários