Carnaval & cinzas

Postado em 15/02/2015 07h46
Carnaval significa “festa da carne”. Outrora, uma festa religiosa. Às vésperas da Quaresma, diante da perspectiva de passar quarenta dias em abstinência de carne, os primeiros cristãos fartavam-se de assados e frituras entre o domingo e a terça-feira “gorda”. Na quarta, revestiam-se de cinzas,...

Dasafios à educação escolar

Postado em 08/02/2015 07h34
A educação escolar exerce papel fundamental em todo processo de transformação social. À semelhança da política e da religião, a educação serve para libertar ou alienar; despertar protagonismo ou favorecer o conformismo; incutir visão crítica ou legitimar o status quo, como se ele fosse insuperável e...

Encontro com Fidel

Postado em 01/02/2015 10h53
Pouco antes de eu viajar para Cuba, em meados de janeiro, correu a notícia de que Fidel havia morrido. Pela milésima vez... Jornalistas me ligaram interessados em saber se eu recebera confirmação de meus amigos de Cuba. Fui pesquisar. De fato, Fidel morreu dia 3 de janeiro de 2015, em Nairobi, no...

Pátria de semianalfabetos?

Postado em 25/01/2015 07h20
Frei Mateus Rocha, frade dominicano e guru de uma geração indignada, nos aconselhava a levar sempre um livro, ainda que sob certeza de não haver tempo de abri-lo. Abracei a recomendação e me surpreendo com as inúmeras oportunidades, ao longo do dia, de prosseguir a leitura.   No meu tempo de...

Hilda Furacão: o enigma

Postado em 18/01/2015 07h25
Morreu em Buenos Aires, no último 29 de dezembro, a brasileira Hilda Maia Valentim, 83. Segundo reportagens, ela teria inspirado o romance “Hilda Furacão”, de Roberto Drummond, lançado em 1991.   Glória Perez, ao transformar o livro em minissérie para a TV, em 1998, me convidou para almoçar....

Mortos Insepultos

Postado em 11/01/2015 07h23
Todo escritor se posta na janela da alma para observar o mundo. Não faz mais do que traduzir em palavras o que, para muitos, seria indizível.    Cada autor possui seu próprio binóculo, sem que se possa compará-los. Machado de Assis enxergava por seu ceticismo crítico e Guimarães Rosa...

Adeus 2014

Postado em 28/12/2014 07h09
Chego ao fim do ano e constato que, entre cascatas de pedras a atulhar esperanças e o grito alucinado frente à enxurrada de mazelas, estou vivo. Estar vivo é milagre constante. Por muito pouco a vida se esvai: um coágulo de sangue no cérebro, um tropeção, o vírus, o tiro, o acidente de trânsito, um...

Natal, nascer de novo

Postado em 21/12/2014 07h56
Natal é tempo de desconforto. Premidos pela publicidade que troca Jesus Cristo por Papai Noel, somos desdenhados como cidadãos e aliciados como consumidores.   Ainda que com dinheiro no bolso, instala-se um oco em nosso coração. Aquece-se a temperatura de nossa febre consumista e, discípulos...

Cadê o Natal?

Postado em 14/12/2014 07h33
Cadê o Natal como celebração do nascimento de Jesus? Cadê o presépio na sala, a leitura bíblica em família, as crianças catequizadas pelo significado da festa? Cadê a Missa do Galo, que inspirou um dos mais belos contos de Machado de Assis?   Serei saudosista? Talvez, sobretudo considerando que...

O Canto das Sereias

Postado em 07/12/2014 11h12
Ei-lo: o Partido do Movimento Democrático Brasileiro à frente das duas casas congressuais: o Senado (Renan Calheiros) e a Câmara dos Deputados (Henrique Eduardo Alves). Nem na Roma antiga, republicana, tal fenômeno parecia possível. Em nome da divisão de poderes, as famílias nobres cultuavam a...

Papo com Dilma

Postado em 30/11/2014 07h55
A presidente recebeu, a 26 de novembro, representantes do Grupo Emaús, que, há 40 anos, articula, no Brasil, a teologia da libertação e as ferramentas pastorais que a tornam realidade na esfera eclesial. Acolheu-nos no Planalto por mais de uma hora, em companhia de Aloísio Mercadante, chefe da Casa...

Novos paradigmas

Postado em 23/11/2014 07h14
A morte da modernidade merece missa de sétimo dia? Os pais da modernidade nos deixaram de herança a confiança nas possibilidades da razão e nos ensinaram a situar o ser humano no centro do pensamento e a acreditar que a razão sem dogmas e donos construiria uma sociedade livre e justa.   ...