Saúde não pode falecer

Postado em 14/01/2013 06h27
A disposição na Constituição Federal de 1988 é clara no art. 196: “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção,...

Virtudes dos advogados

Postado em 12/01/2013 07h49
Possivelmente, nunca na história deste país, jamais, em tempo algum, o Judiciário tem sido acionado tão insistentemente para resolver desentendimentos, arestas, delitos de toda natureza, em âmbito público ou privado. Até certo ponto, demonstração de que a sociedade não mais confia tanto nos...

Romanos, segundo Napoleão

Postado em 11/01/2013 06h40
O lançamento se deu em 29 de outubro, em Brasília. Refiro-me a “Romanos”, o mais recente trabalho literário de Napoleão Valadares, no mesmo local em que, em igual data, em 1982, o autor autografou o seu primeiro livro. Segue, assim, o escritor do Noroeste de Minas a trajetória que elegeu para si, e...

O leão e o funcionalismo público

Postado em 10/01/2013 06h46
O ano começa com novo teto salarial do Serviço Público Federal, a partir da sanção do projeto de aumento pela presidenta, vigendo o reajuste desde 1º de janeiro. Várias categorias de servidores serão contempladas, e ninguém é contra melhorar o ganho daqueles que servem ao cidadão. A questão que...

O guerrilheiro chega às telas

Postado em 08/01/2013 06h34
Exibe-se no país o filme “Marighella”, documentário produzido pela sobrinha do militante comunista, a socióloga Isa Grinspum Ferraz. Ela aparece em foto, ainda criança no filme, abraçado ao tio, que viveu de 1911 a 1969. Ano passado, feria 100 anos, não fora a morte pela ditadura instalada em 1964....

Os temas recorrentes

Postado em 07/01/2013 06h24
  Poderá o leitor observar que ficamos repetitivos, há frequência no enforque de problemas e outras questões aqui examinadas. Não constitui novidade, se consideramos que eles – problemas – e elas – questões – permanecem. No penúltimo dia de 2012, por exemplo, ao apanhar os jornais, verificarmos...

História, ficção e memórias

Postado em 05/01/2013 07h27
Três professoras universitárias do Estado de São Paulo lançaram no ano morto um livro que merece atenção dos meios universitários e literários. Magaly Trindade Gonçalves e Zélia Thomaz de Aquino, de Araraquara, e Zina C. Bellodi, de Jaboticabal, o fizeram sem o anúncio que as boas criações estão a...

O mundo hoje, e depois

Postado em 04/01/2013 07h28
Agora que estamos percorrendo o novo ano do calendário (sem as sombrias perspectivas do Maia, que tanta gente assustou no mundo), merece uma leitura sobre o período que encerramos e o que ora se inicia. Oportuno assim conhecer “Como governar o mundo”, de Parga Khanna, autor de “O segundo mundo”,...

Frota e gasolina estão crescendo

Postado em 01/01/2013 07h29
Ocupemos mais, se ainda possível, as vias públicas urbanas e as rodovias com carros. A salvação da economia nacional está sobre quatro rodas, para circularem por ruas já saturadas e estradas danificadas. Produzamos mais carros. E, com isso, o brasileiro se sentirá rico e poderoso. Televisão na sala,...

Os tremores de nosso mundo

Postado em 31/12/2012 07h27
Vejo com apreensão o novo ano. Vivemos em um mundo e tempo de profundas incertezas, que não se resumem aos países pobres e emergentes. Todos temem e cuidam de evitar o pior, começando pelos tidos como ricos e poderosos. Mais têm a perder os que mais possuem. Na época que atravessamos, o que seria...

Em desacordo com o acordo

Postado em 29/12/2012 07h17
O governo adia por três anos a obrigatoriedade do uso do novo acordo ortográfico, que deveria ser implementado a partir de 1º de janeiro. Com isso, abrem-se possibilidades para que novas mudanças sejam propostas, ficando o dito pelo não dito, o que, até certo ponto, confirma as dúvidas e incrementa...

Nas pegadas de Chávez

Postado em 28/12/2012 07h50
Abro dois jornais e não localizo qualquer notícia sobre Hugo Chávez, que deveria estar em Havana a tratar-se de seu câncer, de que pouco se sabe. Não creio que, estando em Cuba e não em seu país, o presidente venezuelano tenha tão rapidamente se ofuscado. A doença é traiçoeira e o futuro do doente...