Invasão, porque não aguento mais eufemismos

Postado em 18/09/2017 06h00
Poucos dias atrás, BH foi surpreendida pela invasão de um prédio, antes ocupado pela Secretaria de Estado da Saúde, em ponto nobre da capital (na esquina de Rio Grande do Norte e Afonso Pena). São 200 famílias, inclusive crianças, morando há duas semanas em um espaço comercial – sem estrutura...

Fazer negócios em BH é difícil

Postado em 11/09/2017 06h00
  Já está se transformando em bordão de tanto que eu repito: BH está feia, suja, perigosa e pobre. Não é exagero afirmar que a última dessas características é em grande parte responsável pelas três primeiras. É que uma cidade com renda per capita decrescente, arrecadação em queda e evasão de...

Tem coisa acontecendo por aí

Postado em 04/09/2017 06h00
A maior dificuldade para o poder público, em tempos de crise, é conseguir se organizar para sair dela. É que para todos os planos, o principal insumo é dinheiro – e, em épocas de crise, é exatamente dinheiro que deixa de circular pela economia. Estive em São Paulo, na última semana, acompanhado dos...

Chega de esperar que os outros façam

Postado em 28/08/2017 06h00
  Assumi a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, da Câmara Municipal de Belo Horizonte, com dois desafios: (1) Demonstrar que é possível superar as equivocadas políticas assistencialistas que tomaram conta do espaço público nas últimas décadas, pela lógica do...

Liberação de Uber/Cabify é uma questão lógica

Postado em 21/08/2017 06h00
Em tempos de descrédito das instituições, fiquei muito animado com a notícia da última semana, de que o Tribunal de Justiça derrubou os efeitos da lei absurda que pretendia proibir o uso de aplicativos como Uber ou Cabify em Belo Horizonte. Ainda no mês de fevereiro apresentei à Câmara Municipal um...

Nem legislar nem fiscalizar, o que tem sobrado de papel para a Câmara?

Postado em 14/08/2017 06h00
São dois os papeis constitucionais de um vereador: (1) legislar, propondo, discutindo e votando as leis de interesse da cidade; (2) fiscalizar, discutindo e compondo o orçamento e acompanhando sua execução. Ao longo do tempo, um terceiro papel foi se estabelecendo, o de articulação das políticas...

Monitoramento eletrônico: invasão ou necessidade

Postado em 07/08/2017 06h00
Há muitos anos a discussão sobre monitoramento eletrônico das cidades vem crescendo, acompanhada algumas vezes por lances futuristas e extremos, outras tantas por uma visão mais equilibrada e realista - mas sempre apontando a segurança como seu principal motivador. Recentemente pude perceber que...

Quem tem dez prioridades não tem nenhuma

Postado em 31/07/2017 06h00
Prioridade (substantivo feminino): (1) condição do que é o primeiro em tempo, ordem, dignidade. (2) possibilidade legal de passar à frente dos outros; preferência, primazia. (3) condição do que está em primeiro lugar em importância, urgência, necessidade, premência etc. (Dicionário do Google)....

Imposto para quem e para quê

Postado em 24/07/2017 06h00
Na última semana de junho, apresentei minhas emendas ao Projeto de LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018, que o Prefeito encaminhou para a Câmara. Em uma delas, propus a inclusão de um artigo para proibir o aumento de tributos na cidade em 2018. Nem um mês se passou, minha emenda ainda não...

Deficiência de aluguel

Postado em 17/07/2017 06h00
Alguns anos atrás me surpreendi com a mensagem na porta do banheiro em um restaurante com a frase: USE O DEFICIENTE. A frase truncada se referia ao fato de que o banheiro estava com defeito – como acabei percebendo depois – e era, portanto, apenas uma orientação para que fosse utilizado o banheiro...

Frente de Ideias fortalece compromisso com eleitor

Postado em 10/07/2017 06h00
Gabriel Azevedo, Irlan Melo e Mateus Simões* Seis vereadores de partidos distintos, reunidos em torno de propostas comuns: atuar pela solução dos desafios de cada uma das nove administrações regionais, além de elaborar e defender a aprovação de projetos de lei relevantes para Belo Horizonte e que...

Seis meses depois

Postado em 03/07/2017 06h00
Há seis meses começava o meu mandato como vereador. E já é possível fazer um primeiro apanhado. Cortes de gastos: abri mão de dois carros com motorista, 15 assessores e verbas de todo tipo. Desse modo, o gabinete vai economizar quase R$ 1 milhão por ano. Reuniões abertas: a cada 15 dias, uma...