Folia e campanhas educativas

Professor Wendel / 19/02/2018 - 06h00

O Carnaval de rua em BH  foi alegre, colorido, divertido, pode ter tido problemas, como ocorrem quando há grande aglomeração de pessoas, mas o que quero destacar são as diversas campanhas educativas que aconteceram. Utilizando vários instrumentos de comunicação foram abordados diversos temas com objetivo de levar mensagens educativas.

Durante os cortejos que arrastaram milhares de pessoas, vários blocos apresentaram suas marchinhas, exibiram estandartes, as pessoas carregaram leques, “carimbos” estampados no corpo como tatuagens e outros instrumentos de comunicação.

Esses continham mensagens voltadas para o combate ao assédio, responsabilidade no trânsito, defesa da paz e da segurança, de apoio à diversidade, contra a opressão, o preconceito e outras. As mensagens transmitidas pelos blocos acabaram se tornando verdadeiras peças da comunicação de massa, devido ao grande número de pessoas que elas atingiram nas ruas e também pela mídia e redes sociais, que divulgaram amplamente os temas.

Além das mensagens, muitos blocos focaram em ações para reforçar o comportamento solidário em várias áreas. Teve bloco que cantou: “se quer brigar, fique em casa meu irmão”, outro trabalhou a consciência da inclusão social, com uma ala formada por deficientes. Muitos fizeram campanha pelo “lixo zero”, outros pelo respeito às mulheres, como um que entoou a frase: “respeita as mina” e muitas mulheres tatuaram no corpo a mensagem: “Não, é não”, contra o assédio.

Teve bloco das bicicletas, dos pets, um que levou a mensagem “Carnaval Legal preserva o patrimônio de Minas”, outro que desfilou com fantasias confeccionadas com alegorias e instrumentos feitos de materiais recicláveis. Foi uma festa que além de levar Belo Horizonte a figurar entre os melhores carnavais do Brasil, também criou oportunidades para promover e despertar a conscientização para temas muito importantes.

Portanto, foi um Carnaval que promoveu, além da alegria e descontração, a oportunidade para verdadeiras campanhas educativas, importantes para a construção da cidadania. Porque elas buscam incidir no comportamento do público para o seu bem e da sociedade em geral.

Penso que é importante o poder público incentivar a continuidade destas campanhas, porque tem muitas questões que precisam ser mais reforçadas, como não jogar lixo nas ruas e nos bueiros, que provocam enchentes, mais respeito no trânsito e outros temas. Porque a consciência crítica é alicerce importante da cidadania.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Comentários